Destaques

Notícias

Metallica planejava demitir Ulrich nos anos 80

   15 de Outubro de 2014     tags: anthrax, udio, entrevista, ulrich      Comentários



O guitarrista do Anthrax, Scott Ian, confirmou os antigos boatos de que o Metallica planejava despedir Lars Ulrich no meio dos anos 80, mas acredita que James Hetfield, Kirk Hammett e Cliff Burton teriam mudado de idia antes de demitir o baterista dinamarqus.

A histria da suposta insatisfao do Metallica com Ulrich ganhou crdito em 2009, quando o ex-guitarrista do Metallica e atual lder do Megadeth, Dave Mustaine, revelou a revista Rolling Stone que Ian havia contado para ele que na ltima turn de Cliff Burton com o Metallica antes de sua morte, a banda planejava despedir Ulrich ao final. Mustaine disse, "Isso foi o que Scott me contou. Ele disse que quando o Metallica voltasse para casa, que James, Cliff e Kirk iriam despedir o Lars".

Ian nunca negou ter contado sobre os planos de substituir Ulrich para Mustaine, e recontou a histria agora em sua auto-biografia, "I'm The Man: The Story Of That Guy From Anthrax", lanada em 14 de Outubro no exterior.

Falando com Sid Black da rdio 94.3 KILO de Colorado Springs, Colorado, Ian falou sobre o incidente: "Muitas pessoas tem me perguntado sobre isso, e a histria est por a h bastante tempo."

"Eu no vou voltar atrs nisso; isso nunca seria minha inteno. Meu livro no uma exposio; no esse tipo de livro."

"Mas sim, a histria era de que eles tinham feito planos e que eles iriam fazer uma mudana e arrumar um novo baterista. Ns ficamos todos chocados com isso, porque eram os quatro. Foi tipo, 'Uau! Srio?' e eles falaram, 'Sim. Quando ns terminarmos esta turn, vamos achar outro baterista'."

"O que eu poderia fazer? Sendo s um cara que era amigo de todos eles, voc se sente, 'isso uma pena para Lars. Que merda.' E ao mesmo tempo, voc espera que seus amigos possam continuar e fazer o que querem fazer."

"Obviamente, a histria foi diferente para o Metallica e eles se tornaram, sem dvida, uma das maiores bandas do planeta. Ento eu estou feliz que tudo isso... Obviamente deu tudo certo para meus amigos. Foi uma tragdia horrvel que Cliff tenha morrido naquele acidente de nibus."

"Tudo que eu podia dizer sobre tudo isso era que ns ramos um bando de crianas, cara... Ns ramos um bando de crianas que nos encontramos bem cedo em nossas carreiras, e alguns anos mais tarde, estvamos juntos na Europa em turn. Ns estvamos todos com 20 e poucos anos, e apenas celebrando a vida e o fato de que as coisas estavam acontecendo de verdade com nossas bandas. E houve um acidente de nibus. E isso realmente colocou as coisas em seus devidos lugares depois disso. As prioridades rapidamente se arrumaram. Foi uma coisa que eu ainda no consigo entender direito."

Apesar do fato de que Hetfield, Hammett e Burton pareciam determinados em conseguir um novo baterista, Ian diz que "honestamente acha que isso no teria acontecido. Pois, acredite, eu pensei bastante sobre isso durante os anos. Eu honestamente acho que a turn teria terminado e eu acho que cabeas mais frias teriam prevalecidos, talvez, e eu no acho que a mudana teria acontecido. Isso o que eu acredito."

Para visualizar este contedo, necessrio ter Flash instalado


Fonte (em ingls): Blabbermouth.net

    Top

Scott Ian relembra demisso de Mustaine do Metallica

   02 de Outubro de 2014     tags: mustaine, anthrax      Comentários

O guitarrista do Anthrax, Scott Ian, est prestes a lanar sua autobiografia, "I'm the Man: The Story of That Guy From Anthrax". Co-escrita por Jon Weiderhorn, o livro relembra, dentre outras histrias, a famosa demisso de Dave Mustaine do Metallica em 1983. Confira abaixo.

[i]Ns ramos todos amigos de bebedeira e eles faziam coisas estpidas. Mas Dave era um pouco mais estpido. E quando estava realmente bbado, ele poderia ser um cuzo. No tardar da noite, ele despejaria pilhas de lixo na frente das portas das salas de ensaio das outras bandas, ento quando elas apareciam no outro dia, a porta inteira estaria coberta com uma montanha de lixo. E eles sabiam que banda havia feito isso pois o Metallica era a nica que dormia l. Ento todos esses msicos bateriam na porta do Metallica, querendo espanc-los.

Eu estava com eles em 9 de Abril de 1983, quando eles estavam tocando no L'Amour com Vanderberg e o The Rods. O Vanderberg estava no palco no meio da tarde, fazendo a passagem de som, e Mustaine j estava chapado. Ele estava no meio da pista do lugar, e assim que terminaram uma msica, ele comeou a gritar com eles, que eles eram uma merda e que deveriam cair fora do palco. Jonny Z [empresrio do Anthrax/Metallica na poca] o puxou para fora. Mas eu no acho que nada dessa merda foi o suficiente para o chutarem da banda. O cara sem dvida o padrinho do thrash metal. Ele escreveu muitos dos riffs que esto no Kill 'Em All e at alguns do Ride the Lightning. Sem Dave Mustaine, talvez o thrash metal nunca tivesse acontecido. Pelo menos no comeo, ele era a fora motriz, artisticamente.

Um ou dois dias depois, eu acordei, dirigi at o Music Building, vi Cliff do lado de fora, fumando. "E a, o que conta?"

"Nada. O que t rolando?", eu respondi, achando que era apenas mais um dia.

"Nada demais. Ns despedimos Dave. Ele est em um nibus de volta para So Francisco."

Eu ri, porque Cliff era sempre sarcstico e brincalho. ", isso engraado", eu disse. "Olha, eu tenho que trabalhar no meu amplificador. Eu no estou muito feliz com o tom. Te vejo l em cima."

"Eu estou falando srio", disse ele. "V l em cima no quarto agora e fale com James e Lars."

Eu subi, olhei ao redor, e no vi o Dave em nenhum lugar. "O que est rolando?"

"Cliff no te contou?", disse James. "Sim, mas ele est mentido, n?". "No, ns despedimos Dave esta manh". Eu ainda achava que aquilo era impossvel e eles estavam armando pra cima de mim. "Vocs esto falando srio?". "Estamos", disse Lars. Eu disse, "Caralho. Vocs tem shows em breve e esto fazendo um disco ms que vem. Jonny Z sabe disso?". "Sim, ns contamos para ele alguns dias atrs", continuou Lars. "Ns o fizemos prometer que no falaria nada. Ns no queramos que Dave descobrisse. Ns no sabamos o que ele faria."

Eles tinham toda a operao planejada com a preciso de um ataque areo. Acabou que o show no L'Amour com o The Rods foi o ltimo show de Dave. Eles compraram uma passagem s de volta para Los Angeles e esperaram por uma noite que Dave ficasse realmente bbado, o que eles sabiam que no demoraria. Havia uma estao de nibus quase do lado do Music Building, eles o acordaram enquanto ainda estava incoerente e o despediram. Eles desmaiou em suas roupas, ento eles no precisaram ajudar a vest-lo. Eles s pegaram suas coisas, o que eles j tinham empacotado em uma bolsa, e literalmente o colocaram em um nibus antes que ele entendesse o que estava acontecendo. Ento eles fizeram os planos de enviar seu equipamento.

Eu estava l de queixo cado, sem fala, e Cliff voltou. "Viu, eu te falei", disse ele.

"Bem, o que vocs vo fazer sobre os shows e o disco?"

"Ns temos um cara vindo de uma banda de So Francisco, Exodus", disse Lars. "Ele est voando para c e se juntar a banda. Ele j sabe a maioria das msicas, e ele est aprendendo os leads."

Mais trechos da biografia podem ser lidos, em ingls, clicando aqui.

Fonte (em ingls): Loudwire

    Top

Baixista do Anthrax fala sobre seu ltimo momento com Cliff Burton

   05 de Agosto de 2014     tags: anthrax, vdeos, burton      Comentários

Uma das tragdias mais lamentadas no metal a morte do baixista Cliff Burton do Metallica. Embora Burton tenha falecido em 1986, o nome do msico est sempre na ponta da lngua dos fs do Metallica.

O Anthrax estava na estrada com o Metallica durante a fatdica turn europia, onde Burton foi morto em um acidente de nibus. Antes disso, no entanto, ele desenvolveu uma amizade com o baixista do Anthrax, Frank Bello.

Como Bello disse a Loudwire em uma entrevista exclusiva, ele e Burton criaram uma tradio onde um diria adeus ao outro com a frase, "talvez at amanh", antes que o outro respondesse, "talvez". Infelizmente, o costume entre os dois baixistas tomou um rumo real demais.

Assista Frank Bello contando a histria toda no vdeo abaixo.

    Top

Scott Ian comenta sobre morte de Cliff Burton

   14 de Fevereiro de 2014     tags: burton, anthrax      Comentários

Metallica e Anthrax no so apenas parte do Big 4, mas tambm so veteranos que surgiram quase ao mesmo tempo nos primrdios da cena thrash. Sua histria comum remonta aos anos 80, e, infelizmente, o Anthrax estava l com o Metallica durante o evento mais traumtico e trgico da banda, a morte do baixista Cliff Burton.

Scott Ian falou com Chris Jericho, do Fozzy, no podcast Talk is Jericho, sobre como foi saber da morte de Burton e apoiar o Metallica durante o seu luto.

Ian diz que a banda soube do ocorrido na manh aps o acidente, depois de deixar o show cedo para viajar para a prxima cidade da tour. Ele se lembra de chegar ao hotel e ser informado por um promotor. "Lembro-me de descer do nibus e caminhar at o saguo e eu vi o nosso tour manager. Ele disse: 'Houve um acidente na noite passada. O nibus do Metallica sofreu um acidente e Cliff Burton morreu. Lars ficou ferido e todos os outros esto a caminho daqui agora. Mas Cliff morreu.'"

O guitarrista diz que ele ficou abalado enquanto a conversa ocorria, e demorou para absorver a informao. "No era possvel que Cliff tivesse morrido. Qualquer outra coisa parecia possvel para mim", disse Ian. "Era meu amigo e isso parecia to irreal... Era demais para processar. Eu tinha 22 anos, estava vivendo o sonho, e voc acha que voc o Superman. Voc realmente se sente invencvel, e , em seguida, algum lhe diz isso. Parece to inacreditvel."

Ian diz que depois Kirk Hammett e James Hetfield foram levados para o hotel. Hetfield estava "inconsolvel". "Foi difcil e ele estava transtornado e parecia que a qualquer momento ia comear a quebrar tudo. Frankie e Charlie o levaram para fora da sala para que ele no quebrasse as coisas e foram para a rua para faz-lo arejar a cabea e tomar um pouco de ar", diz Ian. "Foi uma cena ruim e palavras realmente no podem descrever como era triste."

O guitarrista diz que depois de organizar um vo para Nova York, ele literalmente foi para casa o tempo suficiente para tomar banho e fazer a mala para um vo para So Francisco para se juntar aos seus amigos do Metallica no funeral. Ele acrescenta: "Mesmo no meio de tudo isso, nem uma vez esses caras pensaram em parar. Isso nunca foi cogitado."

Ian acrescenta: "A ltima coisa que Cliff gostaria teria sido a msica parar. Sua vida era a msica, ento a ltima coisa que o cara teria desejado seria que eles acabassem com a banda."

Fonte: Whiplash!

    Top

Hammett toca com Anthrax em San Francisco

   30 de Maro de 2013     tags: anthrax, hammett, vdeos      Comentários

O guitarrista do Metallica, Kirk Hammett, se juntou ao Anthrax no palco nesta ltima quarta-feira, 28 de Maro, no Regency Ballroom em San Francisco, Califrnia, para tocar uma verso cover do clssico "TNT" do AC/DC. Vdeos amadores da apresentao podem ser conferidos abaixo.




Fonte (em ingls): Blabbermouth.net

    Top

Anthrax: carreira da banda foi salva pelo Metallica

   08 de Outubro de 2012     tags: anthrax      Comentários

O baixista do Anthrax, Frank Bello, deu crditos ao Metallica por ter salvo a carreira de sua banda dando neles o chute na bunda de que precisavam.

Os shows do Big 4 em 2010 e 2011 estrelando tambm Slayer e Megadeth foraram o Anthrax a retomar o foco e lanar o aclamado lbum Worship Music, que possua a mcula de uma srie de desastres ao longo dos anos.

A reunio com o vocalista da fase clssica, Joey Belladonna, resultou em sua segunda sada e o deposto frontman, John Bush, decidiu no retornar. O Anthrax contratou Dan Nelson, mas o demitiu de forma dramtica s vsperas do lanamento do lbum. Bush retornou mas se recusou a comprometer-se quanto a seu futuro na banda, ento Belladonna finalmente fez seu retorno em tempo integral. O guitarrista Scott Ian disse recentemente que a formao atual ser a ltima desses gigantes do thrash.

Com Belladonna finalmente garantido, o Anthrax regravou o Worship Music e o lanaram de modo a coincidir com o show do Big 4 em Nova York em 2011.

Bello agora afirma ao Pure Grain Audio: Tiro o meu chapu para o Metallica. Eles no s so nossos amigos, mas eles realmente nos deram um chute no traseiro, o que era o que precisvamos para ser uma banda de novo.

O Metallica a maior banda do mundo. Estar no palco com eles, sem contar o Big 4, foi grandioso para ns. Isso nos colocou de volta sob os holofotes, diante de toda essa base de fs nova.

Ver garotos de 14 anos comparecendo, dizendo que eles amam esse disco, que eles aprenderam a tocar baixo como eu com os pais deles eu amo isso. o que vale.

Bello falou o seguinte sobre o Worship Music: Voc tem que mostrar a que veio. Ningum vai ligar para voc se voc no mostrar a que veio. Ns sabamos que tnhamos algo especial. Tudo deu certo. Foi a tempestade perfeita.

Ao mesmo tempo, o frontman do Slipknot e do Stone Sour, Corey Taylor, revelou que ele perdeu a chance de trabalhar com o Anthrax porque seu selo no permitiu.

Ele foi convidado a contribuir com o Worship Music durante o perodo antes do retorno de Belladonna, e disse que ele adoraria aceitar a idia.

Taylor disse ao Radio Metal: Quando eles me enviaram alguns riffs e algumas msicas que fizeram, achei que seria legal, no s como amigo mas como f, ver como os demos ficariam depois de meu envolvimento.

O meu selo me forou a ficar de fora do projeto, ento no pude faz-lo. Eles queriam um novo lbum do Slipknot. Quando eu estava pronto para viajar para Chicago e trabalhar com o Anthrax, o selo me disse que no me daria permisso.

De primeira eu fiquei realmente furioso com isso mas deixei passar aps um tempo. Eu fui fazer o All Hope Is Gone e o Anthrax chamou o Joey de volta.

Mas Taylor acrescenta: Eu disse a eles que adoraria ajud-los com composies no futuro.

Fonte: Whiplash!

    Top

A histria do thrash metal contada pelos prprios msicos

   23 de Fevereiro de 2012     tags: entrevistas, ulrich, hetfield, hammett, slayer, exodus, testament, anthrax, megadeth      Comentários



Matria publicada na Classic Rock 166, de dezembro de 2011, traduo por Ricardo Seelig

Estamos em 1985, quase 1986. O disco mais falado em todo o mundo Born in the USA, de Bruce Springsteen. As paradas americanas esto dominadas por artistas que participaram do Live Aid alguns meses antes. A MTV tem apenas quatro anos de vida, e ainda faltam 15 meses para que o primeiro programa focado exclusivamente em um gnero musical faa a sua estreia na emissora no caso, o Headbanger's Ball. As bandas de rock que tocam no canal incluem nomes como Ratt, Ozzy Osbourne, Def Leppard e Judas Priest. O maior nome de Los Angeles o Mtley Cre, lder de uma nova onda glam que levou dolos veteranos como Ozzy e Scorpions a usar cabelos armados e delineador nos olhos.

Fora de tudo isso, algo estava acontecendo. Filho indisciplinado do heavy metal e do punk, o thrash metal passou os trs anos anteriores nas mos de um punhado de msicos da Bay Area de San Francisco, com pequenas cenas tambm em Los Angeles e Nova York. As bandas chaves da cena o Metallica de San Francisco, Slayer e Megadeth de Los Angeles e o Anthrax de Nova York haviam lanado lbuns que foram recebidos com entusiasmo por aqueles que as conheciam.

A cena era baseada em alguns selos independentes: Metal Blade e Magaforce na Califrnia e Music for Nations no Reino Unido. Por trs anos, eles se mantiveram sem qualquer interferncia das grandes gravadoras.

Mas tudo estava prestes a mudar. O Metallica, a mais celebrada e elogiada banda do movimento, assinou com a Elektra em 1985, e os outros grupos viam o progresso do quarteto com um mixto de admirao e inveja. No final do ano, as comportas se abriram e o thrash metal chegou com tudo ao mainstream.

Brian Slagel (fundador da Metal Blade) A cena thrash era muito pequena. Nos Estados Unidos, todas as bandas conheciam umas s outras. Eu acho que, naquela poca, todos estavam nessa apenas pelo amor msica, com uma mentalidade bem ns-contra-o-mundo.

Lars Ulrich (Metallica) Voc enviava cinco fitas demo para as pessoas, e uma semana depois milhares de garotos tinham uma cpia. Era como fogo se espalhando!

Brian Slagel Acho que, hoje em dia, fcil dizer que aquelas bandas se tornariam o Big Four, mas, na poca, se voc perguntasse para qualquer um qual seria o grupo que iria estourar, todos respoderiam Armoured Saint. Mas, no final, as coisas no aconteceram da maneira que imaginvamos.

Lars Ulrich Voc poderia facilmente argumentar que eu e James, naquela poca, ramos meio conservadores por andar sempre com camisetas do Motrhead e do Iron Maiden, batendo cabea e balanando nossos longos cabelos.

Harald Oimoen (fotgrafo) Dave Mustaine, claro, estava extremamente chateado por ter sido demitido do Metallica e se afogava em lcool e drogas. Eu estava mais do que satisfeito em saci-lo. Lars e Dave ainda saam regularmente e isso passou despercebido pela mdia, mas Mustaine acabou com qualquer possibilidade de voltar ao Metallica ao aproveitar qualquer oportunidade que tinha para falar mal da banda.

Eric Peterson (Testament) Paul Baloff era o dolo da Bay Area por causa da sua personalidade. Ele tinha um lobo de verdade! Ele ia para os clubes com o seu lobo, levava o animal junto para todos os lugares. Ele tinha patas peludas como uma barba. Baloff dava algumas ordens e o bicho rosnava pra voc!

Gary Holt (Exodus) O lobo se chamava By-Tor. Paul tinha um magnetismo sobre o pblico semelhante ao do pastor Jim Jones. Se ele mandasse as pessoas beberem um xarope colorido, elas bebiam! Ele tinha uma espcie de liderana distorcida.

Brian Slagel O Slayer era uma banda interessante porque eles no eram necessariamente bons amigos. Quando estavam juntos era magia pura, mas eles no saam muito um com o outro.

Tom Araya (Slayer) A cena era muito maior na Europa. Tocamos no festival Heavy Sounds, na Blgica, para um pblico de 15 mil pessoas. Quando voltamos, continuvamos tocando para 300 a 400 pessoas nos clubes americanos.

Gem Howard (Music for Nations) O Metallica conquistou a Europa antes de conquistar a Amrica. Quando a Q-Prime assumiu (a Q-Prime a empresa que gerencia a carreira do grupo), a banda era um sucesso no Velho Mundo, mas ainda no havia vingado nos Estados Unidos.

Em 27 de dezembro de 1985, em uma Copenhagen coberta de neve, o Metallica dava os toques finais em seu terceiro lbum, Master of Puppets. Eles estavam na Dinamarca h quatro meses, passando o tempo entre Sweet Silence Studio, onde haviam gravado o disco anterior, Ride the Lightning, e dividindo quartos no Scandinavia Hotel. As fitas masters foram enviadas para Los Angeles para serem mixadas por Michael Wagener, que havia trabalhado anteriormente com o Mtley Cre e o Poison. Eles no sabiam, mas nos prximos 12 meses tudo mudaria no s para o Metallica, mas para o prprio estilo que eles ajudaram a criar.

James Hetfield (Metallica) As faixas de Master of Puppets me lembram um Metallica inocente. No estpido, mas ainda no marcado e arruinado pela fama. A honestidade e a inocncia estavam presentes no estdio, ainda tnhamos aquele fogo. S havia o Metallica em nossas mentes. Na minha opinio, Master of Puppets era tudo o que ns queramos ser.

Kirk Hammett (Metallica) Eu poderia dizer que percebemos que o que estava nascendo iria fazer histria. Cada msica que surgia era realmente incrvel. Tudo o que ns escrevamos, ns gostvamos. Era meio Meu Deus, isso timo!, saca?

Lars Ulrich Nos apoiamos uns nos outros quando a comunidade thrash nos acusou de vendidos por causa das partes acsticas e tudo mais. Mas ns fizemos aquilo porque era verdadeiro, era a nossa verdade.

Gem Howard Ns tivemos todas as quatro bandas do Big Four ao mesmo tempo na Music for Nations. Licenciamos o Slayer para o Reino Unido, tnhamos os dois primeiros discos do Anthrax, os trs primeiros do Metallica e o debut do Megadeth. O Metallica era a mais forte de todas, sem dvida.

Charlie Benante (Anthrax) Master of Puppets colocou tudo em um nvel mais alto, isso certo.

Brian Slagel O disco era incrvel. Honestamente, eu no era um grande f de Kill 'Em All, mas Ride the Lightning era excelente e, quando lanaram Master of Puppets, eles fizeram melhor ainda!

Eric Peterson O disco tinha uma produo muito melhor, tudo soava de forma limpa e clara. Qualquer um ficaria orgulhoso de compor algo como (Welcome Home) Sanitarium. Era uma faixa espetacular, que todo mundo adorava! O Metallica se transformou em nossa grande esperana. Era algo como saca s essa produo, eles soam to bem quanto qualquer disco do Rainbow. Master of Puppets um grande clssico, e foi muito inspirador para ns.

Gary Holt Na primeira vez que ouvi Battery, foi algo como isso incrvel!

James Hetfield H uma inocncia nisso tudo, meio que fodam-se, a atitude ainda est aqui, no fomos influenciados por toda a grandeza do Metallica!. As canes tm uma energia, uma chama. Mas ns ainda ramos jovens, estvamos crescendo, e aquelas msicas foram ficando cada vez maiores como o passar do tempo.

31 de janeiro de 1986. O Spastik Children, grupo formado por Cliff Burton e James Hetfield (na bateria) mais o vocalista Fred Cotton e o guitarrista James McDaniel, toca em um show no Ruthie's Inn, em San Francisco, local que se transformaria em um cone da cena thrash da Bay Area.

Eric Peterson O Ruthie's ficava em uma regio muito perigosa da San Pablo Avenue. O camarim era um quarto pequeno atrs do palco. Basicamente voc ficava no meio da multido ou ia para o lado direito quando entrava e tentava atravessar o pblico. Era tudo muito sujo, na linha dos clubes de blues de antigamente. Tinha que ser meio kamikaze para encarar a bebida que os caras tinham l.

Gary Holt Eu e Paul Baloff comeamos a moldar o Exodus a partir da nossa prpria viso das coisas, que era basicamente ser o mais brutal e violento possvel. O pblico tambm respondia dessa maneira, e quando o Ruthie's Inn abriu, tudo ficou realmente muito insano!

Eric Peterson Baloff dizia: Se tem algum poser l fora, eu quero ver o seu sangue aqui no palco. Era como um ritual de sacrifcio Maia!

Robb Flynn (Vio-lence, futuro Machine Head) Em um show do Exodus no Ruthie's Inn, um cara tinha um osso de uma perna de uma vaca, e andava com aquilo para todo o lado, encarando as pessoas

Lars Ulrich Eu sei que os nossos colegas ingleses bebiam mais do que ns, mas de certa forma era como se ns bebssemos ainda mais! Em qualquer lugar dos Estados Unidos voc encontra essas garrafas de vodka baratas, e todo mundo andava com uma embaixo do brao.

Eric Peterson O Metallica sempre vinha assistir os nossos shows. Eu sempre via James e Kirk na plateia. Lembro de James sentado no Ruthie's com seu bon virado para trs. Ele ficava batendo nas mesas com os punhos e gritando The Haunting, The Haunting!

Gary Holt O nascimento do thrash violento foi no Ruthie's. Havia figuras como o enorme Toby Haines, que pisava nas cabeas das pessoas. Ele tinha 1,96 metros e era bem pesado. A msica Bonded by Blood sobre os shows do Exodus no Ruthie's, onde sempre havia vidros quebrados por todo o palco e as pessoas se cortavam com eles. Os caras pegavam hepatite C e coisas do tipo!

Robb Flynn H uma espcie de mito a respeito do thrash, de que tudo era uma diverso saudvel e intensa, mas no era bem assim. Havia muito perigo real envolvido, muita violncia, no era nada seguro.

Eric Peterson Ningum tinha armas, mas havia muitos canivetes. Todo mundo tinha um canivete!

Bob Nalbandian (fundador da revista Headbanger) Todo mundo acha que o speed metal, ou thrash metal como ficou conhecido depois, se originou em San Francisco, mas preciso lembrar que trs das bandas do Big Four comearam em Los Angeles.

Foi para Los Angeles que Dave Mustaine voltou aps ter sido colocado para fora do Metallica devido aos seus excessos com drogas e lcool. Ele canalizou toda a sua fria no Megadeth, a banda que criou com o baixista Dave Ellefson. A dupla era o Toxic Twins do thrash metal (nos anos setenta, Steven Tyler e Joe Perry, do Aerosmith, ganharam esse apelido devido quantidade industrial de drogas que utilizavam, em uma aluso ao Glimmer Twins, como eram conhecidos Mick Jagger e Keith Richards, dos Rolling Stones) junkies que faziam de tudo para conciliar a carreira musical com o vcio em herona (a dupla gastou metade do adiantamento de 8 mil dlares recebido em 1985 para a gravao do seu disco de estreia, Killing is My Business and Business is Good, em drogas, bebidas e, em dose menor, algum alimento). Apesar disso, havia muita expectativa pelo disco seguinte do grupo, Peace Sells But Who's Buying?.

Dave Mustaine (Megadeth) Eu achava o que ns havamos feito no Metallica muito bom e revigorante. Eu vivia sozinho desde os meus 15 anos. Todo dia eu acordava, tocava guitarra e vendia maconha para sobreviver. A minha vida era assim. Eu estava apto para ter um emprego verdadeiro na indstria da msica, convenhamos Mas como parecia que isso no iria acontecer, eu entrei em um modo de preservao. Foi assim que o Megadeth surgiu, porque eu desenvolvi habilidades de sobrevivncia desde que os meus pais haviam se separado.

Dave Ellefson (Megadeth) Morvamos em Los Angeles, mas nos sentamos como peixes fora d'gua. Havia um submundo ao nosso redor. Ns ramos basicamente sem-teto e ficvamos com qualquer garota que se interessasse por um msico. Vivamos em minha van ou em nosso local de ensaio. Nosso vcio em drogas era um grande problema, e tambm causava dificuldades financeiras. Ns literalmente descemos para o inferno!

Dave Mustaine A cidade em que a gente morava, Los Angeles, era muito perigosa. Mas ns tambm ramos. Muitas dessas brigas entre as bandas glam e de thrash que contam por a eram realmente perigosas, principalmente por causa da herona. Os caras do Mtley Cre desfilavam em carres enquanto pessoas morriam embaixo de suas rodas. Era uma poca bem perigosa

Dave Ellefson Dave e eu no tnhamos um plano B, empregos fixos e estudo. ramos dois sem-teto que viviam juntos. Coisas assim so o DNA de uma grande bandas. isso que o Megadeth tem.

Dave Mustaine Havia gente drogada por todos os lados, uns deitados no cho e outros mijando ao redor. Era glamoroso? Nunca! A maneira como gravamos discos hoje em dia muito mais agradvel para mim. Naquela poca fomos para o The Music Grinder Studios, que era um lugar bem legal e ficava em um local da moda com um monte de peruas ao redor e um hot dog muito bom por perto. Com um pouco de dinheiro para a comida e para a herona, tnhamos um bom dia.

Bob Nalbandian Eu entrevistei Dave Mustaine logo depois que ele saiu, ou foi demitido, do Metallica. Ele era muito convencido e um pouco arrogante, mas de uma maneira positiva. Se voc ler essas entrevistas hoje em dia, voc ver que ela tinha uma atitude de no se importar com nada e uma determinao total para alcanar o sucesso e ser o melhor no que fazia.

Dave Mustaine Eu lembro de me apaixonar por Belinda Carlisle, da banda The Go-Go's. Ela veio ao estdio me ver um dia, e eu tinha acabado de cheirar herona quando ela bateu na porta. Ela era contra as drogas, e eu estava totalmente perdido. Eu realmente no sei o que aconteceu para eu ter ficado sbrio. Talvez a gente pudesse ter casado e tido um monte de filhos, eu no sei, mas esse dia foi um dos piores na gravao daquele disco, com uma grande oportunidade balanando na minha frente e eu deixando-a passar.

Lars Ulrich Quando voc ouvia Peace Sells pela primeira vez em 1986, ou se voc vai ouvi-lo pela primeira vez hoje em dia, ele continua sendo um grande disco de heavy metal. Nem mais, nem menos. Ele passou pelo teste do tempo.

Dave Mustaine Deixa eu dizer uma coisa para voc: Peace Sells no apenas um disco, um estilo de vida. isso que ele , tanto para os nossos amigos como para os nossos inimigos.

Em 3 de maro de 1986, Master of Puppets desembarcou nas lojas com um adesivo falso de aviso aos pais grudado na capa, em que se lia: A nica faixa que voc no vai querer tocar 'Damage, Inc.', por causa do uso infame da palavra que comea com 'F'. Fora isso, no h quaisquer 'shits', 'fucks', 'pisses', 'cunts', 'motherfuckers' ou 'cocksuckers' em qualquer outra msica deste disco. Trs semanas antes, no Kansas Coliseum em Wichita, o Metallica comeou uma turn de cinco meses abrindo para Ozzy Osbourne. Isso impulsionou Master of Puppets para a posio nmero 29 da Billboard, uma faanha totalmente inconcebvel 12 meses antes.

Mick Wall (jornalista) O Mtley Cre saiu com Ozzy, e os caras voltaram como estrelas. O Def Leppard saiu com Ozzy, e eles voltaram como estrelas. O Metallica saiu com Ozzy, e eles voltaram como estrelas. Era assim que as coisas funcionavam.

Brian Slagel Os shows com Ozzy foram a primeira vez em que as bandas de thrash metal romperam as barreiras da cena que vieram.

Ozzy Osbourne Eu estava caminhando perto do nibus deles antes do show, ouvi algum tocando algumas canes antigas do Black Sabbath e pensei que estavam tirando uma comigo. Eles no falavam comigo e sempre mantinham uma certa distncia. Eu achava aquilo realmente estranho. Fui at o tour manager e perguntei: Isso uma piada ou algo do tipo?. E ele respondeu: No, eles pensam que voc um deus!.

Lars Ulrich Essa foi a primeira vez que ns samos de nossa regio. Foi a primeira vez em que aparecemos no radar do mainstream.

Gary Holt Os caras do Metallica eram todos meus amigos, ento eu estava muito feliz com tudo o que estava acontecendo com eles. Desde que eles gravaram Ride the Lightning ns sabamos que algo iria acontecer com a banda. E quando eles fizeram Master of Puppets ficou claro que eles eram melhores que qualquer um de ns.

Lars Ulrich Lembro da ltima data com Ozzy, em Hampton, na Virginia. Nosso manager, Cliff Burnstein, veio de Nova York para assistir o ltimo show. Ele se sentou no nibus e disse: Vocs esto vendendo discos suficientes para comprar muitas casas. Ns ficamos cinco meses em turn com Ozzy. Todos no mesmo nibus, banda e equipe, bebendo 12 horas por dia, vivendo todas as fantasias mais malucas que tnhamos envolvendo garotas e heavy metal. Lembro de Cliff sentado e falando: Fuuuuuuuuuuuuuuuckkkkk, eu posso comprar uma casa!. O resto de ns no queria comprar uma casa, s queramos continuar em turn.

Kirk Hammett Eu nunca imaginei que faramos sucesso. Comparando o Metallica com os outros artistas nas paradas, ramos uma laranja podre no meio de um monte de belas mas.

Mick Wall A grande diferena entre o Metallica e o resto era isto: eles tinham um grande disco, mas tambm tinham Lars Ulrich e Peter Mensch e Cliff Burstein, da Q Prime. Eles sabiam que no iriam tocar na MTV, ento foram hbeis ao declarar ns no vamos gravar nenhum clipe. Ao mesmo tempo, Lars estava negocionando com Michael Alago, o chefo do selo A&R da Elektra, alm de promotores e todo tipo de gente assim. Eles eram a base e a corporao ao mesmo tempo. Lars era um cara que poderia fazer carreira na indstria da msica como executivo. Essa era a diferena.

Charlie Benante Naquele tempo, o Headbanger's Ball estava comeando na MTV. Eles mijavam em voc durante uma hora e, se voc tivesse sorte, via um vdeo do Bon Jovi ou do Poison. Era assim que funcionava, mas as coisas estavam mundando.

Graas a Master of Puppets, o thrash metal havia chegado ao mainstream. Outras bandas foram contratadas por grandes gravadoras depois do Metallica. Uma delas foi o Slayer, que trabalhava em seu terceiro lbum, Reign in Blood, enquanto o Metallica estava na estrada com Ozzy.

Brian Slagel Havia uma competio entre as bandas para ver quem tocava mais rpido. Era por isso que elas eram classificadas de speed metal antes do surgir o termo thrash metal. O Slayer queria ser a banda mais rpida e pesada de todas.

Tom Araya Ns tnhamos algo de black metal vindo do Venom, e isso nos colocou em outro nvel. A ideia por trs de Reign in Blood era no fazer outro lbum lento como Hell Awaits, mas sim um disco rpido com canes curtas. Esse era o nosso objetivo.

Kerry King (Slayer) O que eu lembro de quando compus essas canes? No fao a menor ideia, cara

Brian Slagel Algum me falou que Rick Rubin estava interessado no Slayer, e eu pensei: Ok, isso interessante. Def Jam, um selo de rap ... Fui encontr-lo, e Rubin era, definitivamente, muito mais headbanger do que eu imaginava. Ele realmente desejava o Slayer, e foi mais agressivo que qualquer outro que queria ter o grupo.

Tom Araya O que Rick Rubin trouxe para o processo? O seu ouvido musical. O que aconteceu com Reign in Blood que, embora ele fosse rpido, voc podia ouvir tudo. Esse foi o toque de Midas de Rubin.

Brian Slagel As demos de Reign in Blood tinham cerca de 34 minutos, mas quando finalizamos o disco ele tinha aproximadamente seis minutos a menos.

Tom Araya Ns fizemos as mixagens, e eu pensei: 28 minutos?. Falei para Andy Wallace, que era o engenheiro: Isso tudo?. Ele: Bem, isso. Perguntamos se isso seria um problema para Rick, e ele respondeu: Bem, um lbum se constitui de 10 faixas, e ns temos 10 faixas.

Jeff Hanneman (Slayer) Quando ns finalizamos o disco e vimos a capa, uma pintura do artista Larry Carroll com Sat sendo carregado por homens com erees, eu soltei um yeah! Eu tive a pintura original em minha casa durante anos.

Kerry King Eu acho a capa legal e demonaca. Ela no me incomoda em nenhum sentido. E, na boa, eu realmente no me importo com isso.

Tom Araya Foi preocupante quando a Columbia se recusou a lanar o disco. Isso aconteceu por causa daquela faixa, Angel of Death, sobre o mdico nazista Joseph Mengele.

Jeff Hanneman Assisti um documentrio que falava como os assuntos que voc utiliza para escrever sobre o demnio, e a pesquisa que voc faz para isso, faz voc perceber o quo doentio o ser humano pode ser.

Kerry King assim que as coisas funcionam. Ns no tentamos mostrar quem bom ou quem ruim.

Lars Ulrich Eu acho que o Slayer a banda mais interessante daquela cena porque eles so os mais extremos. Eles no do a mnima para ningum, e por isso so to legais.

Em 10 de setembro de 1986, no St Davis Hall em Cardiff, no Pas de Gales, o Metallica iniciou uma tour pela Europa como atrao principal, tendo o Anthrax como banda de abertura. No dia 27 de setembro, depois de um show em Estocolmo, eles voltaram para o nibus da turn para uma viagem noturna at Copenhagen. Nas primeiras horas da manh, prximo cidade de Ljunby, o nibus derrapou no gelo e capotou para fora da estrada. Cliff Burton foi jogado de seu beliche e atravessou a janela. O nibus caiu em cima do baixista, tirando sua vida. Pouco antes, Cliff tinha jogado uma moeda com James para decidir quem ficaria com o beliche. Acontecia o primeiro choque de realidade do thrash metal.

Charlie Benante Ns estvamos viajando na frente. Nos despedimos, e quando chegamos ao local encontramos crianas nos perguntando: Vocs viram o que aconteceu com o Metallica?. Eu j havia perdido pessoas na minha famlia, mas aquilo foi muito estranho.

James Hetfield Eu vi o nibus deitado em cima dele. Vi suas pernas esticadas para fora, e surtei! O motorista estava tentando puxar o cobertor que estava com Cliff para dar para outra pessoa. Olhei para ele e gritei: No faa isso!. Eu queria matar aquele cara. Nosso tour manager falou: Vamos manter a banda unida e voltar para o hotel. Eu pensei: A banda? No existe mais banda, somos apenas trs caras.

Gem Howard Tinha uma jornalista japonesa chamada Terri Mashizuke. Ela era como uma garotinha de escola, bem pequena. Ela entrou no escritrio da Music for Nations em prantos, e a maioria de ns comeou a chorar.

Eric Peterson Ns tnhamos um show com Jonny e Marsha Z, da Megaforce Records. Jonny era muito prximo do Metallica naquela poca. Estvamos ensaiando, e Jonny olhava fixamente para o bumbo. Ele estava perdido, e falou: Cliff morreu na noite passada. E comeou a chorar. Todos ns derramamos algumas lgrimas.

Kirk Hammett Nos ltimos quatro ou cinco meses de sua vida, Cliff comeou a tocar bastante guitarra. Ele fazia uns acordes enquanto ouvia msica e pedia umas dicas para mim. Lembro que ele amava a maneira como Ed King, do Lynyrd Skynyrd, tocava.

Dave Mustaine Eu sempre pensei em Cliff como um grande msico. Ns no tivemos a chance de ter qualquer tipo de relacionamento.

Lars Ulrich Ns ficamos obviamente de luto, mas depois que a raiva comeou a passar percebemos que ele no morreu da maneira como as pessoas que esto envolvidas com o rock morrem, geralmente em consequncia do uso abusivo de lcool e drogas. Cliff nunca fez isso.

Brian Slagel Umas quatro semanas depois da morte de Cliff, Lars me ligou e perguntou se eu no tinha um baixista para indicar para a banda. Minha primeira sugesto foi Joey Vera, do Armoured Saint, mas ele no quis sair do grupo. Ento eu falei: Olha, tem uma banda chamada Flotsam and Jetsam, e o baixista um grande f do Metallica. Acho que o cara certo. O Flotsam era a banda de Jason Newsted, ele compunha tudo l. Chamei Jason para conversar e disse: Voc est indo de uma banda onde compe todo o material para uma onde no poder falar nada. O Metallica a banda de Lars e James, voc ser apenas o baixista. Tudo bem para voc?. Depois de um ms, Jason estava no Metallica.

Quando o Metallica retornou aos palcos aps a morte de Cliff Burton, o thrash metal havia alcanado o grande pblico. No topo, junto com eles, estavam o Slayer e o Megadeth, cujos lbuns Reign in Blood e Peace Sells But Who's Buying? foram lanados com uma distncia de apenas trs semanas entre um e outro, entre outubro e novembro, pela Def Jam e pela Capitol. Ambos chegaram ao top 100 norte-americano. Os crticos da cena no gostaram nada disso, mas o thrash metal era agora uma realidade. Vinte e cinco anos depois, 1986 parece e soa como um ano lendrio. As coisas nunca mais foram as mesmas para qualquer uma das bandas envolvidas.

Brian Slagel Esto todos maduros e cresceram como msicos, tm mais dinheiro e tempo para fazer as coisas e esto trabalhando com pessoas melhores. Houve uma demanda e uma grande novidade quando essas bandas surgiram, tudo culminando naquele ano.

Gem Howard Voc tem esses perodos no rock. Em 1967-1957 foi o pico do rock and roll. Em 1966-1967 houve o movimento hippie. Em 1976-1977, o punk. E em 1986-1987, tivemos o thrash metal. Este ciclo de dez anos parece ter acabado aqui.

Charlie Benante Ns fomos da Megaforce para a Island, que era a casa de todo mundo, de U2 a Bob Marley a Anthrax.

Bob Nalbandian A mentalidade das grandes gravadoras era: O dinheiro o que interessa, ento vamos sugar todas as bandas que conseguirmos. E essa foi a razo pela qual, alguns anos mais tarde, elas comearam a assinar com qualquer banda 'thrash', saturando a cena com um monte de merda, que, inevitavelmente, levou ao declnio do thrash metal no final dos anos 80 e durante toda a dcada de 90.

Dave Ellefson Estar em uma grande gravadora era manter a porta aberta para os nossos fs. 1986 foi um grande ponto de virada. A ordem era ser grande, ser diferente. E ns sabamos que ramos diferentes.

Gary Holt Metallica, Megadeth, Slayer e Anthrax de longe foram as bandas que mais venderam discos. s vezes leio coisas do tipo Exodus, Testament, estas bandas eram seguidoras, por isso no esto no Big Four. O Exodus fez tudo antes que o Metallica, mas a verdade que tudo se resume s vendas. Eu no tenho problema com isso. Todos nessas bandas so grandes amigos meus.

Jeff Hanneman Eu deixei a minha marca no mundo, fiz algo e posso morrer feliz.

James Hetfield Tem momentos em que eu romantizo tudo o que aconteceu. A vida era muito mais simples naquela poca.

Fonte: Whiplash!

    Top

Anthrax e Machine Head falam sobre festa de 30 anos do Metallica

   19 de Dezembro de 2011     tags: 30 years, anthrax, machine head, vdeos      Comentários

Anthrax e Machine Head esto ambos admirados com os recentes shows de aniversrio de 30 anos do Metallica realizados nos Fillmore em So Francisco, por onde uma leva de estrelas se juntaram a banda no palco, incluindo membros do Black Sabbath, Judas Priest, Mercyful Fate, Lynyrd Skynyrd, Alice in Chains e Megadeth.

Scott Ian e Phil Demmel falaram sobre sua experincia com a Artisan News. Confira o vdeo abaixo.


Fonte (em ingls): BraveWords.com

    Top

Hammett toca com Anthrax em So Francisco

   24 de Outubro de 2011     tags: hammett, vdeos, anthrax, fotos      Comentários

O guitarrista do Metallica, Kirk Hammett, se juntou ao Anthrax no palco ontem a noite, no The Warfield em So Francisco, Califrnia. Filmagens amadoras de sua apario podem ser vistas abaixo. Tambm foi disponibilizada uma foto dos membros do Anthrax, Exodus, Slayer e Metallica nos bastidores do show, que incluiu apresentaes adicionais do Testament e Death Angel.




Fonte (em ingls): Blabbermouth.net

    Top

Ulrich fala sobre sua msica favorita do Anthrax

   23 de Agosto de 2011     tags: ulrich, entrevista, anthrax, big four      Comentários

A revista Revolver realizou uma entrevista com o Metallica, Slayer, Megadeth e Anthrax para uma edio especial dedicada aos Big Four do thrash metal dos anos 80.

Quando perguntado sobre sua msica favorita do Anthrax, o baterista do Metallica, Lars Ulrich, disse, "h tantas. Eu no sei, a cover que eles fizeram de 'Antisocial' [no 'State of Euphoria' de 1988] do [grupo francs de rock] Trust obviamente tima. 'Got the Time' [do 'Persistence of Time' de 1990] que uma cover originalmente do [artista ingls de new-wave] Joe Jackson foi excelente. 'Only', que eles fizeram no primeiro disco com o [vocalista] John Bush [no 'Sound of White Noise' de 1993] foi tima. H vrias delas, ento eu no sei nem por onde comear. Foda. Eu estava nas montanhas outro dia, andando de esqui em algum lugar, e o Public Enemy veio e tocou, ento eu fui l v-los. Eles tocaram 'Bring the Noise', [que o Public Enemy regravou com o Anthrax em 1991], o que foi legal de se ouvir."

Fonte (em ingls): Blabbermouth.net

    Top


  Prximas >>>

Newsletter
Receba em seu e-mail as últimas notícias sobre Metallica:

Conecte-se

Facebook   Google+   Twitter   RSS   Fórum

© 1998-2019 Metallica Remains - Desde 13 de Janeiro de 1998 | Política de Privacidade