Destaques

Notícias

Scott Ian comenta sobre morte de Cliff Burton

   14 de Fevereiro de 2014     tags: burton, anthrax      Comentários

Metallica e Anthrax não são apenas parte do Big 4, mas também são veteranos que surgiram quase ao mesmo tempo nos primórdios da cena thrash. Sua história comum remonta aos anos 80, e, infelizmente, o Anthrax estava lá com o Metallica durante o evento mais traumático e trágico da banda, a morte do baixista Cliff Burton.

Scott Ian falou com Chris Jericho, do Fozzy, no podcast Talk is Jericho, sobre como foi saber da morte de Burton e apoiar o Metallica durante o seu luto.

Ian diz que a banda soube do ocorrido na manhã após o acidente, depois de deixar o show cedo para viajar para a próxima cidade da tour. Ele se lembra de chegar ao hotel e ser informado por um promotor. "Lembro-me de descer do ônibus e caminhar até o saguão e eu vi o nosso tour manager. Ele disse: 'Houve um acidente na noite passada. O ônibus do Metallica sofreu um acidente e Cliff Burton morreu. Lars ficou ferido e todos os outros estão a caminho daqui agora. Mas Cliff morreu.'"

O guitarrista diz que ele ficou abalado enquanto a conversa ocorria, e demorou para absorver a informação. "Não era possível que Cliff tivesse morrido. Qualquer outra coisa parecia possível para mim", disse Ian. "Era meu amigo e isso parecia tão irreal... Era demais para processar. Eu tinha 22 anos, estava vivendo o sonho, e você acha que você é o Superman. Você realmente se sente invencível, e , em seguida, alguém lhe diz isso. Parece tão inacreditável."

Ian diz que depois Kirk Hammett e James Hetfield foram levados para o hotel. Hetfield estava "inconsolável". "Foi difícil e ele estava transtornado e parecia que a qualquer momento ia começar a quebrar tudo. Frankie e Charlie o levaram para fora da sala para que ele não quebrasse as coisas e foram para a rua para fazê-lo arejar a cabeça e tomar um pouco de ar", diz Ian. "Foi uma cena ruim e palavras realmente não podem descrever como era triste."

O guitarrista diz que depois de organizar um vôo para Nova York, ele literalmente foi para casa o tempo suficiente para tomar banho e fazer a mala para um vôo para São Francisco para se juntar aos seus amigos do Metallica no funeral. Ele acrescenta: "Mesmo no meio de tudo isso, nem uma vez esses caras pensaram em parar. Isso nunca foi cogitado."

Ian acrescenta: "A última coisa que Cliff gostaria teria sido a música parar. Sua vida era a música, então a última coisa que o cara teria desejado seria que eles acabassem com a banda."

Fonte: Whiplash!


Veja também

Mustaine reafirma história sobre demissão de Ulrich (07 de agosto de 2009)
Metallica planejava demitir Ulrich nos anos 80 (15 de outubro de 2014)
Ron McGovney fala sobre ser substituído por Cliff Burton (20 de julho de 2018)
Hammett: "Não culpamos a Suécia pela morte de Cliff" (27 de março de 2009)
Entrevista antiga de Cliff Burton e Kirk Hammett (27 de setembro de 2011)

Comentários




Newsletter
Receba em seu e-mail as últimas notícias sobre Metallica:

Conecte-se

Facebook   Google+   Twitter   RSS   Fórum

© 1998-2020 Metallica Remains - Desde 13 de Janeiro de 1998 | Política de Privacidade