Destaques

Notícias

Hetfield usou madeira de garagem histórica em sua guitarra

   09 de abril de 2018     tags: vídeos, hetfield, curiosidades      Comentários

O Metallica compartilhou uma história sobre o 3132 Carlson Boulevard em El Cerrito, Califórnia, que foi o lar da banda entre os anos 1983 e 1986. Durante esse período, o grupo - que havia mudado de Los Angeles para a Bay Area para tocar com o baixista Cliff Burton - ensaiou e escreveu a maioria das músicas para os álbuns "Ride the Lightning" e "Master of Puppets" na garagem dessa casa, que foi posteriormente demolida.

O frontman do Metallica, James Hetfield, revelou que usou a madeira dessa famosa garagem para construir sua nova guitarra. Confira o vídeo abaixo, onde ele dá mais detalhes sobre o instrumento.


Fonte (em inglês): Blabbermouth.net

    Top

Hetfield: "Não estamos recriando a mesma música de novo e de novo"

   22 de fevereiro de 2018     tags: entrevista, hetfield, hammett, vídeos      Comentários

Em uma nova entrevista para a revista do fã-clube internacional do Metallica, So What!, os quatro membros do grupo foram questionados sobre porque eles não são vistos como uma banda "legada" ou "do passado", como tantos outros artistas que estão por aí há quase quatro décadas. "Eu não quero desmerecer as outras bandas, porque eu sei que elas se importam, mas a gente realmente se importa", disse o frontman James Hetfield. "Digo, nós amamos o que fazemos e queremos cuidar disso e queremos continuar fazendo isso. Então alguns dos defeitos de caráter que temos nos estimulam. Nunca estamos satisfeitos. Somos perfeccionistas. Nós queremos que seja o melhor ou não podemos ficar para trás - não podemos. Então tem essa honestidade. É muito trabalhoso ser esse tipo de pessoa, mas vale a pena. Vale a pena no fim, e não estamos interessados em nos preocupar se soa como a gente ou não. Não estamos recriando a mesma música de novo e de novo como algumas bandas tendem a fazer. Elas tem medo de se distanciar daquilo que elas acham que as pessoas querem ouvir. Nós não temos medo nenhum disso, e amamos explorar, mas quando você tem essa liberdade, na maioria das vezes isso acaba voltando para o mesmo lugar. Mas você tem uma nova teia que lançou, você tem influências diferentes, e tudo nos influencia no caminho, mas nos preocupar com o Metallica é nossa maior influência."

O guitarrista Kirk Hammett completou: "Eu realmente acho que nossa música e a natureza de nossa música, o som de nossa música, as mecânicas dos sons de nossa música são incrivelmente vivas e joviais. Há uma energia jovial em nossa música que é inerente ao nosso som. Nós tocamos com muita energia. Nós tocamos com muita dinâmica, e há uma certa quantidade de animação. Tudo isso é energia jovial, essa energia que está em você quando é mais novo, com seus 20 anos. Nossa música inerentemente tem isso, e esses fatores estão incorporados na maquiagem psicológica de nossa música. Então eu acho que muito disso tem a ver com o porquê de pessoas mais novas não nos verem como velhos. Eu acho que elas não nos veem como uma banda que está diminuindo o ritmo e vivendo do sucesso e vitórias do passado. Quando lançamos um álbum, soa como jovens tocando música. Digo, a única referência direta de quem está tocando a música é a imagem no álbum. Você olha para a foto, como Lars disse, e você vê um bando de caras cinquentões que nem sabem que tem 50 anos!"




Fonte (em inglês): Blabbermouth.net

    Top

Hetfield explica de onde vem sua raiva

   18 de fevereiro de 2018     tags: entrevista, hetfield      Comentários



O vocalista e guitarrista dos Metallica, James Hetfield, explicou à organização do Polar Music Prize - considerado o "Nobel" da música e que, este ano, será entregue ao Metallica - as origens de toda a raiva presente nas suas letras e na sua obra.

"Creio que essa raiva vem das minhas origens, de uma sensação de não se ser ouvido, de ser manipulado. Provavelmente, há um adolescente em algum lugar em mim que ainda está tentando resolver alguns problemas do passado - os pais, o crescimento, coisas assim", explicou.

"Há isso, mas creio que muita dessa raiva é uma forma de defesa; quando os meus filhos me assustam, ou quando alguém me faz cócegas, fico zango. É a minha reação primária a muitas coisas. Não sei porquê. Há quem ria quando se sente nervoso".

A sua carreira enquanto músico pode, por isso, ser encarada como uma forma de terapia pessoal. "Saber que há outras pessoas que sentem o mesmo que eu é muito reconfortante", afirmou. "A ligação com o nosso público é extremamente importante. São o quinto membro da banda, como lhes chamamos".

"Gosto de poder vê-los libertando aquilo que precisa de ser libertado. Eles no veem tocar ao vivo, eu os vejo se transformarem e se juntarem, se tornando numa família. É maravilhoso", concluiu.

Fonte: Blitz

    Top

Primeira foto de Hetfield como policial em filme

   13 de fevereiro de 2018     tags: hetfield, ted bundy      Comentários

Veja abaixo a primeira foto de James Hetfield em seu papel como o policial Bob Hayward no filme "Extremely Wicked, Shockingly Evil, And Vile" que versará sobre o famoso assassino serial Ted Bundy.



Fonte: Whiplash!

    Top

Hetfield participará de filme sobre serial killer

   12 de fevereiro de 2018     tags: hetfield, ted bundy      Comentários



O frontman do Metallica, James Hetfield, participará do thriller "Extremely Wicked, Shockingly Evil, And Vile". O filme retrata o relacionamento do serial killer Ted Bundy, interpretado por Zac Efron, e sua namorada de longa data, interpretada por Lily Collins, que na época não tinha conhecimento dos crimes.

O guitarrista e vocalista interpretará o oficial Bob Hayward, um veterano patrulheiro que foi a primeira força policial a prender Bundy em 1975, após encontrar ferramentas de assalto em seu carro, porém suspeitando de que havia algo a mais. Embora Hetfield já tenha atuado como ele mesmo em outras produções, esta será a primeira vez que fará um papel como outro personagem.

A direção ficará a cargo de Joe Berlinger. Hetfield e Berlinger já trabalharam juntos anteriormente no documentário "Some Kind of Monster", junto de Bruce Sinofsky. O diretor também foi autor do livro "Metallica: This Monster Lives", que conta sua experiência com a banda.

"Tendo passado centenas de horas com James e o resto do Metallica, eu tive experiência de seu carisma e sua poderosa presença de perto", disse Berlinger. "Parecia natural que ele traria o mesmo poder e magnetismo a este papel dramático, então quando ele concordou com o papel, fiquei entusiasmado."

Fonte (em inglês): Blabbermouth.net

    Top

Hetfield confessa que não concordava com a fase "Load/Reload"

   24 de novembro de 2017     tags: entrevista, hetfield, load, reload      Comentários



A Clash perguntou a James Hetfield se o Metallica já teve que aceitar determinadas coisas para ser aceito pelo mainstream. "É interessante, pois nós tivemos que criar nosso próprio mainstream, é o que eu acredito. Sempre fomos muito honestos com a gente mesmo, incluindo esta parte de nos comprometer".

"Mas sempre tem que haver algum tipo de concessão - especialmente quando são quatro caras numa banda. Você tem dois que realmente dirigem a coisa - Lars (Ulrich, baterista) e eu - e quando não concordamos somos obrigados a entrar num acordo. Mas quanto a algo que não parece certo, estou certo que houve algumas vezes que isto aconteceu - a era 'Load' e 'Reload', pra mim, foi uma delas; o jeito que a coisa acabou se tornando, eu não estava 100% convencido que era o certo, mas diria que foi um acordo. Eu disse 'Estou seguindo a visão de Lars e Kirk (Hammett), vocês estão extremamente apaixonados por isto, então subirei à bordo, pois se os quatro estiverem no mesmo barco será bem melhor. Então eu fiz o melhor que pude naquilo, e (o resultado) não foi tão bom quanto eu esperava, mas novamente digo que não há arrependimentos, pois naquele momento parecia o certo a se fazer. Então, se eu precisar ceder um pouco pela integridade da banda, eu farei isto".

Mas quanto ao mainstream, acho que sempre fomos muito honestos e abertos sobre o que queremos ou não. Você sabe, esta é a nossa festa (risos). Vocês estão convidados! Todos estão convidados! Venha fazer parte desta aventura e se começar a se tornar algo que você não queira, você pode sair fora a qualquer momento, e esperamos que sempre exista alguém pronto para apreciar este entusiasmo que temos por criar coisas novas, e sempre haverá espaço para esta pessoa".

Fonte: Whiplash!

    Top

Metallica fala sobre as gravações do Master of Puppets

   13 de novembro de 2017     tags: vídeos, ulrich, hammett, hetfield, trujillo      Comentários

Como apresentador de seu próprio programa semanal, It's Eletric! na Apple Music, Lars Ulrich celebra o relançamento do álbum "Master of Puppets" em dois episódios especiais com convidados notáveis.

A série foi gravada durante a passagem da banda por Antwerp, Bélgica, onde Ulrich recebeu James Hetfield, Kirk Hammett e Robert Trujillo para conversarem sobre o disco "Master of Puppets", discutindo desde os primeiros riffs até as influências de Hetfield para as letras. Lars também recebeu o co-produtor Flemming Rasmussen e o responsável pela mixagem, Michael Wagener, para contar suas histórias do Swwet Silence Studio em Copenhagen.

A primeira parte está disponível na Apple Music clicando aqui. Já a segunda parte irá ao ar no domingo, 19 de Novembro.

Confira abaixo, em vídeo, parte da conversa.

    Top

Hetfield cai em buraco no palco em Amsterdã

   05 de setembro de 2017     tags: vídeos, amsterdam, worldwired tour, hetfield      Comentários

James Hetfield por pouco se machucou seriamente nesta segunda-feira, 4 de setembro, durante apresentação do Metallica no Ziggo Dome em Amsterdam, no Reino dos Países Baixos.

A banda tocava "Now That We're Dead" quando Hetfield deu um passo em falso e caiu em um pequeno fosso que estava aberto no palco - ao que parece é de onde saem os instrumentos de percussão que o Metallica usa em determinada parte do show. Em questão de segundos vários membros da equipe foram em auxílio ao frontman, enquanto Robert Trujillo e Kirk Hammett aparentemente estavam de olho com um semblante de preocupação. Depois de ser erguido de volta ao palco, Hetfield continuou tocando até o final entre caretas de dor.

Veja a seguir dois vídeos registrados por fãs em ângulos diferentes.



Fonte: Whiplash!

    Top

Hetfield explica como ele cria os títulos das músicas

   25 de julho de 2017     tags: entrevista, hetfield      Comentários



Em uma entrevista ao Sixx Sense, o vocalista do Metallica contou como ele cria os títulos das músicas.

"Não existe uma maneira específica, uma fórmula." diz James Hetfield, "Há algumas coisas que prendem minha atenção ou então eu vou ler alguma coisa e acabo juntando algumas palavras e vejo que isso parece algo muito legal. Aí eu penso 'Talvez isso se encaixe em uma música, eu acho."

Ele segue: "Com algumas músicas é algo que acontece apenas. É como perguntar 'Por que seu animal de estimação se chama Scratchy?'. Eu não sei porque! Você nomeia a música depois de criar o tema. E você apenas tenta escolher o melhor nome."

"Os caras da banda são ótimos, eles estão sempre dispostos a me deixar fazer essas coisas. É tipo, eu escrevo a letra aí eu quero nomear a música, mas eu sempre vou pelo caminho 'Ei, o que vocês acham? Está bom? Tenho três títulos diferentes para isso, o que vocês acham?"

"Um título de música se torna algo muito mais legal quando você lê sobre algo e quer saber mais sobre. Sempre busco saber 'o que é isso? O que significa? Qual a história por trás disso?. Essa abertura para a interpretação das coisas acaba sendo muito mais atraente."

Fonte: Whiplash!

    Top

Hetfield: o Metallica é o meu projeto paralelo

   16 de julho de 2017     tags: entrevista, hetfield, vídeos      Comentários

Durante papo com a rádio WRIF, foi perguntado a James Hetfield se ele consideraria um projeto paralelo solo: "O Metallica é basicamente meu projeto paralelo. Faço o que quero no Metallica(risos). Não há necessidade disto. Escrevo coisas que me fazem bem, e se saírem no Metallica é ainda melhor. Às vezes não saem. Às vezes são coisas tipo 'Nothing Else Matters' que eles tentam esconder: 'Não ouçam isto'. Mas não, não há motivo pra um projeto paralelo. Ou não há tempo - não há tempo pra um projeto paralelo (risos)".


Fonte: Whiplash!

    Top


  Próximas >>>

Newsletter
Receba em seu e-mail as últimas notícias sobre Metallica:

Conecte-se

Facebook   Google+   Twitter   RSS   Fórum

© 1998-2018 Metallica Remains - Desde 13 de Janeiro de 1998 | Política de Privacidade