Destaques

Notícias

Depoimentos do Diamond Head, King Diamond, Anthrax, Testament e Kreator sobre o Metallica

   12 de Setembro de 2008     tags: diamond head, king diamond, anthrax, testament, kreator      Comentários

O UGO publicou em seu site uma matéria especial sobre o Metallica, na qual diversos artistas prestam suas homenagens a banda. Abaixo você pode conferir a tradução de alguns dos depoimentos.

Brian Tatler [guitarrista do Diamond Head]

"Como alguns de vocês já sabem, minha banda Diamond Head influenciou o Metallica. Em 1981, Lars veio a Inglaterra para ver e sair com o Diamond Head, e não muito tempo depois de retornar dessa viagem, ele formou o Metallica. Desde então, eu vi o Metallica se erguer com esplendor. É uma das coisas mais difíceis do mundo de se conseguir - ir de uma banda de garagem para monstros de estádios, sem nunca perder credibilidade ou deliberadamente fazer hits. E o que é ainda mais difícil é manter isso. Você pode ouvir a influência de Diamond Head em algumas das primeiras músicas, mas todos nós tiramos inspirações de algum lugar. Eu já vi o Metallica tantas vezes, e eles sempre dão 100% de si - eles não se seguram para o próximo show. Um banda tão boa de se assistir ao vivo. Eu posso ouvir sua influência em milhares de bandas, que querem seu sucesso fenomenal. É o resultado de escrever ótimas músicas, trabalhar duro por 25 anos, construir uma incrível base de fãs ao redor do mundo, e o cérebro de negócios de Lars. Minha música favorita do Metallica é 'One'. Tem ótimas dinâmicas e deve ser uma das melhores partes de bumbos duplos e guitarras já gravadas."

King Diamond

"Uma das ótimas memórias do Metallica é de quando nós nos encontramos enquanto eu estava no Mercyful Fate em 84. Nós estávamos tocando em São Francisco eles vieram ao show. Eu ouvi que eles tinham um baterista dinamarquês e que talvez eu conhecesse o pai dele, o famoso tenista dinamarquês, Torben Ulrich. O Metallica veio, disse oi, e mais tarde, vieram ao palco e bateram cabeça durante um de nossos encores. Mais tarde, eles gravaram o Ride the Lightning no Sweet Silence Studios em Copenhagen. Nós tínhamos uma sala de ensaios no mesmo prédio e o Metallica precisava de uma sala de ensaios. Então nós oferecemos nossa sala enquanto não ensaiávamos. Eu me lembro de ouvir alguns riffs e dizer, 'uau'. Era uma das coisas mais pesadas que eu já tinha ouvido naquela época. 'Creeping Death' ainda é uma das minhas favoritas. Este ano, eu tive a honra de tocar no palco com o Metallica no Ozzfest. Cantar a Mercyful Fate Medley inteira foi uma experiência incrível. Nós praticamos só duas horas na noite anterior, e eles não tocavam a música desde 99. Isso mostra o quão profissionais eles são e que há um motivo para serem a maior banda de metal do mundo!"

Charlie Benante [baterista do Anthrax]

"Hmmm, eu não acho que eles me influenciaram - eu acho que nós fomos influenciados pelas mesmas bandas. Nós gostávamos do mesmo estilo de música - Maiden, NWOBHM, Misfits, etc. Eu acho que isso apareceu em nossa música e nossa atitude. Eu acho que pra mim, o disco Puppets foi o melhor momento deles. Eu acho que o Cliff teve muito a ver com aquele som - era tão cheio e preciso. Eu amo a música 'Orion' - ainda é uma das minhas músicas favoritas deles. Eu acho que é tudo tão diferente hoje - a mídia naquela época não os tratava bem do jeito que faz hoje... Mas não importa muito de qualquer forma, parece que tudo é considerado ótimo de qualquer jeito."

Alex Skolnick [guitarrista do Testament]

"O Metallica pegou a vibração thrash de banda de garagem de bandas como Venom e Motorhead, limpou, e deu uma precisão afiada. Isto foi especialmente verdade no Ride the Lightning e Master of Puppets, onde eles mostraram a nós que este tipo de metal pode ter linhas vocais de melodia, harmonias de guitarra, e riffs de guitarra base - que era tão excitante e sofisticado quanto qualquer solo. A guitarra base de Hetfield - provavelmente no mesmo nível de influência que a guitarra solo de Van Halen - e os outros caras construindo seus licks e fills com gosto sobre os riffs e vocais, combinaram para formar uma máquina que não parava e uma grande influência em bandas mais novas como nós."

Millie Petrozza [vocalista/guitarrista do Kreator]

"Eu vi o Metallica abrindo para o Venom há muito tempo, e eles detonaram a banda principal! Sem as coisas antigas do Metallica, o metal não seria o que é hoje. Respeito interminável!"

Mitts [guitarrista do Madball]

"O Metallica representou um grande e inovador passo na evolução da música pesada. Em 1970, havia o 'heavy metal'. Nos anos 80, o Metallica liderou o caminho para um grupo de bandas que eu considero serem as primeiras bandas de 'metal' de verdade. A diferença entre o 'heavy metal' dos anos 70 e o 'metal' dos anos 80 está nas origens dos riffs de guitarra. Heavy metal era as bandas lendários como Black Sabbath, Iron Maiden e Judas Priest. E mesmo pesado e brutal como aquelas bandas eram, elas ainda baseavam seus riffs em blues e progressões de rock. Kill 'Em All ainda estava naquele estilo - mas com Ride the Lightning e Master of Puppets, eles começaram a se libertar daquelas últimas remanescências de blues, e moveram para um som que era dissonante; libertado de melodia. O ...And Justice for All foi a culminação daquilo. O estilo direto do Metallica, os riffs de metal e a velocidade brutal me influenciaram, junto de uma geração inteira de músicos. O final dos anos 80 e início dos anos 90 viram bandas de hardcore incorporarem mais e mais sons de metal em suas músicas. Algumas das bandas que mais me influenciaram foram Agnostic Front e o Cro-Mags, e ambas se inspiraram no estilo de riffs de metal do Metallica."

Os depoimentos em inglês de Matt Baumbach (Vision of Disorder), Thomas Youngblood (Kamelot), Jonas Ekdahl (Evergrey), Michale Graves (Misfits), Rob Arnold (Chimaira), Brock Lindow (36 Crazyfists), Trevor Strnad (The Black Dahlia Murder), Jonny Davy (Job For A Cowboy), Ivan Moody (Five Finger Death Punch), Darrell Roberts (Five Finger Death Punch), Harley Flanagan (Cro-Mags), Michel "Away" Langevin (Voivod), podem ser lidos clicando aqui.


Veja também

In Flames sobre Metallica: grandes e humildes (29 de julho de 2006)
Dream Theater, Opeth e Machine Head comentam sobre quando começaram a curtir o Metallica (18 de setembro de 2008)
Ulrich fala sobre jam de Am I Evil? (04 de novembro de 2010)
Geddy Lee do Rush quase produziu Master of Puppets (10 de dezembro de 2015)
Hammett: Material novo é um pouco mais progressivo que Lords of Summer (15 de abril de 2015)

Comentários




Newsletter
Receba em seu e-mail as últimas notícias sobre Metallica:

Conecte-se

Facebook   Google+   Twitter   RSS   Fórum

© 1998-2020 Metallica Remains - Desde 13 de Janeiro de 1998 | Política de Privacidade