Destaques

Notícias

Hetfield tem orgulho do Lulu

   07 de Dezembro de 2015     tags: entrevista, hetfield, lulu      Comentários



O frontman do Metallica, James Hetfield, defendeu o "Lulu", o controverso álbum colaborativo com o ex-frontman do The Velvet Underground, Lou Reed, explicando que fazer o disco foi uma experiência divertida que uniu ainda mais os membros do grupo.

"Lulu" polarizou os fãs ao redor do mundo e recebeu duras críticas. O esforço contou com as letras e poemas falados do ex-frontman do The Velver Underground combinadas com as bases musicais do Metallica, resultando em uma experiência que não soava como nada que a banda já havia feito anteriormente.

Quatro anos desde o seu lançamento, "Lulu" vendeu menos de 35 mil cópias nos Estados Unidos, de acordo com a Nielsen Soundscan.

Falando com a revista do fã-clube do Metallica, a So What!, Hetfield disse que não se arrepende de ter feito o "Lulu".

"Nós temos sido extremamente cabeça-duras ou sortudos ou algo assim", disse ele. "Nós temos sido bem enfadados nas coisas que funcionaram bem para a gente. Somos perfeccionistas. Nós somos realmente extremamente auto-críticos. Isso nos levou onde estamos, mas também é uma maldição. Quando algo não vai bem, eu sou duro comigo mesmo."

"'Lulu' não foi aceito tanto quando nós o aceitamos", continuou. "Eu tenho muito orgulho do que fizemos. Foi divertido, foi uma aventura. E há muitas bandas por aí que fazem aventuras que as mataram, seja escolhendo o empresário errado ou fazendo um mal investimento ou algo do tipo."

"Nós temos esta dedicação e lealdade a esta banda não importa o que aconteça, nada pode nos matar. Seja Cliff Burton [morrendo], Jason [Newsted] saindo. O filme 'Some Kind of Monster', o drama que está rolando agora, sempre há algo que nos une e que sobrevivemos. Então o 'Lulu' nos uniu ainda mais."

Hetfield completou: "Há certos artistas que te defendem e falam, 'Ei, eu gosto disso. Eles são artistas! Eles se divertiram! É algo que eles queriam fazer e eles fizeram'. Vocês não precisam gostar, eu entendo isso, mas há pessoas que são articuladas o suficiente para poderem dizer isto desta forma: 'Eu posso não gostar do projeto, mas eu fico feliz, como artista, que eles correram o risco e mandaram ver.'"

"Eu acho que no fundo tem a ver com personalidades. Você pode ou não querer que as coisas sejam seguras, e você investe tanto nelas que se não forem seguras, agita o seu mundo inteiro, ou você leva a vida como uma aventura."

O guitarrista do Metallica, Kirk Hammett, disse que não ficou perturbado pelo fato de que a maioria dos fãs da banda considerou "Lulu" impossível de se ouvir, dizendo, "eu amo esse álbum até a morte. É triste que algumas pessoas não o veja da mesma forma que eu, mas o que posso fazer? Eu não posso fazer nada a respeito. Eu só posso continuar amando-o. E se as pessoas gostarem, ótimo. Se não gostarem, ótimo também. É só música."

Fonte (em inglês): Blabbermouth.net


Veja também

Hetfield: Ainda espantado de Lou Reed querer ter trabalhado com a banda (22 de agosto de 2016)
Ulrich: Não mudaria nada no Lulu (20 de outubro de 2016)
Hammett: Continuarei amando "Lulu" até a morte (01 de junho de 2014)
Lulu: Disco ainda não vendeu nem 33.000 cópias (17 de novembro de 2014)
Hetfield: "Lulu é único" (27 de setembro de 2011)

Comentários




Newsletter
Receba em seu e-mail as últimas notícias sobre Metallica:

Conecte-se

Facebook   Google+   Twitter   RSS   Fórum

© 1998-2020 Metallica Remains - Desde 13 de Janeiro de 1998 | Política de Privacidade