Destaques

Notícias

Jason Newsted: "Algumas pessoas não foram feitas para se abrirem"

   20 de Junho de 2004     tags: newsted, entrevista, skom      Comentários

A edição de 20 de Junho da revista New York Times americana possui um longo e revelante artigo sobre o documentário de 4,3 milhões de dólares do Metallica, "Some Kind of Monster", contendo entrevistas inéditas com as pessoas envolvidas na realização do filme. Seguem alguns trechos das entrevistas:

Ex-baixista do Metallica, Jason Newsted, sobre o fato de considerar a idéia de uma banda de rock fazer terapia meio ridícula:

"Uma coisa realmente importante de constar - e que não é apontada por ninguém - é algo que eu sabia bem antes de encontrar James Hetfield ou qualquer outra pessoa. Algumas pessoas são feitas para se abrirem e se exporem. Algumas pessoas não. Eu deixo isto assim."

Guitarrista do Metallica, Kirk Hammett, sobre o fato do grande sucesso da banda - e os meios pelos quais eles o atingiram - fez com que eles nunca precisassem amadurecer intelectualmente além dos 19 anos.

"Eu acho que a maioria das pessoas em bandas de rock tem um desenvolvimento lento. A sociedade não exige que bandas de rock façam determinadas coisas. Você pode começar a beber quando quiser, pode tocar shows bêbado, e você pode sair do palco e continuar a beber, e as pessoas adoram isso. Elas gostam de um artista que está bêbado, quebrando coisas, gritando e brigando no meio de um restaurante. Situações desse tipo aconteceram conosco e as pessoas nos louvavam."

Baterista do Metallica, Lars Ulrich, em uma cena do documentário - trecho descrito por James Hetfield como "realmente vergonhoso" - de Lars tomando doses de champagne e leiloando sua coleção de arte moderna por 13,4 milhões de dólares:

"Arte é minha paixão. Por acaso, arte exige alto investimento. Se as pessoas acham isso de mau gosto ou ofensivo, eu não posso fazer nada. Se você for pintar um retrato dos membros do Metallica, é preciso negociar, porque é assim que eu sou. Se as pessoas gostam de focar mais no lado financeiro da arte ao invés da criatividade, eu não posso fazer nada também."

Leia o artigo completo (em inglês), clicando aqui.

fonte (em inglês): Blabbermouth.net


Veja também

Hetfield: "O Metallica nos ajuda a ficar vivos" (05 de abril de 2017)
Lars Ulrich não quer esconder o fato de ser rico (12 de novembro de 2004)
Reed nunca duvidou que colaboração com o Metallica daria certo (27 de outubro de 2011)
Ulrich sobre o Some Kind of Monster: Lidei com isso varrendo para debaixo do tapete (07 de novembro de 2016)
Lars Ulrich: "O rock pesado está meio estagnado" (03 de novembro de 2004)

Comentários




Newsletter
Receba em seu e-mail as últimas notícias sobre Metallica:

Conecte-se

Facebook   Google+   Twitter   RSS   Fórum

© 1998-2019 Metallica Remains - Desde 13 de Janeiro de 1998 | Política de Privacidade