Destaques

Notícias

Hetfield: "Temos a América do Sul para ir"

   04 de Agosto de 2009     tags: hetfield, brasil, entrevista      Comentários

Del Crookes do Newsbeat da BBC entrevistou recentemente o frontman do Metallica, James Hetfield. Alguns trechos da conversa podem ser lidos abaixo.

BBC: Como está indo a turnê atual?

Hetfield: Nós estamos na estrada por um pouco mais de um ano. Nós ainda temos por volta de um ano pra continuar. É uma parada aqui, por um mês na Europa. Nós estamos obviamente tocando em vários festivais de verão, então voltaremos aos Estados Unidos. Nós temos a América do Sul para ir. Nós temos mais Europa. Nós temos o Japão, algumas coisas na Ásia. Nós temos a Austrália e nós veremos o que acontece depois disso.

BBC: Os fãs britânicos são diferentes dos fãs ao redor do mundo ou não há diferença?

Hetfield: Há diferenças e há similaridades em basicamente qualquer fã no planeta. Quando eu falo sobre fãs, eu percebo mais os fãs do Metallica do que os outros porque eu estou na banda. Então o que eu digo na maioria das vezes, os fãs do Metallica são, eu diria, os mais dedicados entre os fãs porque eles tem muitas coisas que são jogadas neles mas eles são capazes de lidar com isso tudo.

E quando eles vão a um show, eles dão 110% assim como nós. É outro nível de fã. E dependendo da cultura de onde você está no planeta, eles provavelmente estão dando o máximo de si, mesmo que seja ficando de pé e batendo palmas no Japão, onde eles são muito educados, ou em algum lugar da Cidade do México, onde eles são fervorosos e arrancam seus cabelos.

BBC: Como é fazer uma turnê na Europa com várias outras bandas de metal? Vocês saem juntos depois dos shows ou vocês não veem uns aos outros?

Hetfield: Nós tentamos fazer o máximo possível. Logisticamente, as coisas não dão certo o tempo todo, onde nós não estamos no mesmo hotel ou estamos voando para outro show e eles estão ocupados, então nós não nos vemos com tanta frequência. Mas antes dos shwos nós saimos, em dias de folga nós saímos o máximo possível.

Basicamente, o que nós gostamos de fazer é sair com bandas com as quais nós vibramos, que nós passamos um tempo legal juntos. Isso é bem importante, para ter um bom espírito por aí, nos bastidores e no palco, obviamente trazendo bandas por aí que os fãs gostam, mas também que trazem coisas boas.

Eles não estão lá só pra serem atacados ou vaiados pelos fãs do Metallica. Eles estão dando duro, eles estão realmente tentando pra valer ganhar algumas pessoas e nós amamos ver isso.

BBC: Você escreve material novo na estrada ou você faz isso depois de ter terminado a turnê?

Hetfield: Ambos. É como uma cachoeira. Algumas vezes acontece, algumas vezes não. Quando nós estamos na estrada, algumas vezes as idéias estão fluindo, você não pode realmente desligar ou ligar isso. É uma fluidez constante, mas em níveis diferentes. E muito disso tem a ver comigo.

Se eu estiver de bom humor, eu vou escrever algo realmente ótimo. Ou se eu estou de mau humor, eu vou escrever algo realmente ótimo. Em algum lugar no meio, eu esperarei até que uma dessas emoções aconteça. Ou se eu conseguir um som muito bom de guitarra na sala de aquecimento, isso resultará em um ótimo riff também.

A entrevista completa, em inglês, pode ser lida clicando aqui.

Fonte (em inglês): Blabbermouth.net


Veja também

Hetfield: "Quando eu não pego a guitarra, fico deprimido" (02 de novembro de 2008)
Hetfield sobre foto da Armani: "Estava segurando a sacola da minha esposa" (03 de abril de 2009)
James Hetfield: "Eu comprei o CD da Hilary Duff" (01 de setembro de 2004)
Hetfield diz que "The Blackening" do Machine Head é inacreditável (08 de setembro de 2008)
Trujillo: "Já estamos ensaiando riffs novos" (30 de janeiro de 2009)

Comentários




Newsletter
Receba em seu e-mail as últimas notícias sobre Metallica:

Conecte-se

Facebook   Google+   Twitter   RSS   Fórum

© 1998-2020 Metallica Remains - Desde 13 de Janeiro de 1998 | Política de Privacidade