Destaques

Notícias

Ulrich e Hammett comentam sobre Guitar Hero: Metallica

   15 de dezembro de 2008     tags: ulrich, hammett, guitar hero, entrevista      Comentários



Mike Snider do USA Today realizou uma entrevista com o baterista do Metallica, Lars Ulrich, e o guitarrista Kirk Hammett, além do lead designer da Activion, Alan Flores, sobre o jogo Guitar Hero: Metallica, a sair em 2009. Alguns trechos da conversa podem ser conferidos abaixo.

Q: Como surgiu o jogo?

Flores: Eu acho que o interesse deles no projeto realmente deu gás nele. Tanto os filhos de Lars quanto de James jogam Guitar Hero e eles estavam bem animados sobre isso. Eles queriam fazer isso e, claro, nós queríamos fazer isso, então fazia sentido.

Ulrich: Eu acho que meus filhos decidiram por mim. Eu fui introduzido ao Guitar Hero em minha casa cerca de um ano atrás pelo meus filhos (Myles, 10 anos, e Layne, 7; ele também tem um filho de 1 ano de idade, Bryce, com sua namorada atriz Connie Nielsen). Eles se tornaram grandes fãs de Deep Purple e Black Sabbath e todas as bandas que eu cresci ouvindo. Parece que este foi o primeiro jogo que realmente uniu a família.

Nós estávamos todos sentados lá e compartilhando isso. Não era algo só sobre uma pessoa tocando, era todo mundo. Se tornou algo coletivo. Esta coisa estava se tornando mundialmente um fenômeno. Há algo dito na terra do Metallica: "Isto é o que nós chamamos de sem-pensar".

Hammett: Eu não jogo muito video-games, mas eu amo o que o Guitar Hero faz para as crianças novas, na verdade, crianças de todas as idades.

Q: Qual é a história?

Flores: Não é tocado cronologicamente. Nós não pudemos fazer isso porque você então tocaria algo do "Kill 'Em All" e jogaria o controle contra a parede e pararia de jogar. Nós tivemos que fazer baseado na dificuldade. No começo, você toca duas músicas como Metallica, e você está tão inspirado pelo Metallica que decide criar sua própria banda. Então você segue o Metallica por todos esses lugares famosos que eles tocaram.

Ulrich: Nós queríamos um caminho um pouco diferente. Basicamente, você começa e toca algumas músicas e se aquece, e há uma competição. Nós estamos tentando escolher uma banda para tocar com a gente e sair pela estrada conosco.

Hammett: Há um lugar chamado The Stone, um clube noturno em São Francisco que nós tocávamos regularmente no início de nossas carreira, e outro em Londres, The Hammersmith Odeon (agora chamado Hammersmith Apollo) que nós tocávamos no final dos anos 80. É bom poder voltar de volta a esse ponto de sua carreira e revive-lo no jogo.

Q: Há uma recompensa final no fim?

Flores: Há um lugar em particular que o Metallica tocou que eles meio que vêem como o ápice de seu sucesso. É engraçado, de todos os lugares que eles tocaram, há tantos gigantes, para eles escolherem apenas um, é meio que interessante.

A entrevista completa, em inglês, pode ser lida clicando aqui. Já algumas imagens do jogo podem ser conferidas aqui.

Fonte (em inglês): Blabbermouth.net


Veja também

Hammett: "Queríamos UFO e Misfits no Guitar Hero" (21 de março de 2009)
"Guitar Hero: Metallica" tem nível de dificuldade alto (30 de dezembro de 2008)
Hetfield e Trujillo comentam sobre Guitar Hero (23 de dezembro de 2008)
Ulrich fala sobre Guitar Hero (18 de dezembro de 2008)
Ulrich fala sobre Guitar Hero: Metallica (06 de agosto de 2008)

Comentários




Newsletter
Receba em seu e-mail as últimas notícias sobre Metallica:

Conecte-se

Facebook   Google+   Twitter   RSS   Fórum

© 1998-2019 Metallica Remains - Desde 13 de Janeiro de 1998 | Política de Privacidade