Destaques

Notícias

Lars Ulrich: "Podemos ser agressivos mesmo ficando em hotéis 5 estrelas"

   20 de Setembro de 2004     tags: ulrich, entrevista      Comentários

O baterista do Metallica Lars Ulrich foi recentemente entrevistado pelo Post-Gazette de Pittsburgh sobre o documentário "Some Kind of Monster", "St. Anger" e turnês. Seguem alguns trechos:

Sobre o fato dos fãs terem ou não estranhado o acesso a banda mostrado no documentário:

Lars Ulrich: "Não que eu saiba, estranhado não. Eu acho que a maioria de nossos fãs dedicados sabem que com o Metallica é sempre um tipo diferente de jornada e que você nunca deve se limitar a um modo de pensar. Então eu não acho que isso os enlouqueceu ou algo do tipo. Eu acho que, basicamente, todos os fãs do Metallica estavam bem animados com isso e realmente gostaram de se aproximar de nós e de darem esse passo que foi dado entre eles e nós da banda.

Sobre a natureza da música de "St. Anger":

Lars Ulrich: "Eu acho que realmente precisávamos nos mostrar, provar para nós mesmo que somos meio que capazes de evoluir e agir dessa forma - fazer um álbum realmente pesado, agressivo, que não foi melhorado ou super produzido. Foi importante para nós depois dos últimos álbuns."

Em resposta a um crítico que escreveu sobre o "St. Anger", "Provavelmente nenhuma outra banda trabalhou tanto e tanto tempo para criar um álbum com o intuito de fazê-lo soar tão cru."

Lars Ulrich: "Isso é um erro de interpretação. Nós estávamos no estúdio por um bom tempo, mas... Eh. Eu acho que você pode deixar dessa forma. Quem sou eu para julgar? Nós estávamos no estúdio por um bom tempo mas a quantidade de trabalho nas músicas que foram parar no álbum foram mínimas. A maior parte do tempo foi tomada pelos 80 por cento do material que não entrou no álbum. Dependendo do ponto de vista que você vê isso, você pode dizer, sim, nós trabalhamos nele por um ano para acabar com essas 11 músicas. Mas nós trabalhamos nove meses desse um ano em 35 músicas que estão guardadas em algum lugar. Então depende muito de como você vê."

Sobre o modo como a banda fez o "St. Anger" em um ambiente positivo:

Lars Ulrich: "Existe este cliché, que quando você se torna famoso você perde a habilidade de ficar nervoso ou irritado. Talvez isso seja verdade para algumas pessoas, mas eu posso lhe dizer que eu quase inverteria isso e diria o oposto. Eu fico bem mais frustrado com muitas coisas agora que sou famoso, eu espero que as coisas estejam em outro nível, e quando elas não estão eu fico realmente frustrado [risos]. Eu fico muito frutrado com muitas coisas que me rodeiam a todo tempo.

"Então eu não acredito nesse cliché de que agora que temos um pouco de dinheiro ou qualquer outra porcaria significa que não podemos ser agressivos. Para mim, isso é algo que vem de dentro de você. Isso não vem necessariamente de algo como a comida que você come ou o tapete de sua sala, se está sujo ou não. Essas coisas, para mim, queimam tão lá dentro que eu gostaria de pensar que pelo menos para mim, para o James, elas ficam totalmente inafetadas independente de ficarmos em um hotel cinco estrelas ou em um três estrelas."

Sobre o próximo álbum do Metallica:

Lars Ulrich: "Certamente isso é o que nós esperamos e queremos fazer. Terminaremos a turnê em breve e então provavelmente iremos entrar em estúdio por volta da primavera ou verão [do hemisfério norte] e pensaremos sobre isso de novo. Estamos coletando várias idéias legais na estrada e temos uma pequena sala no backstage que tocamos e fazemos jams. Antes de entrarmos no palco, nós meio que nos esquentamos."

Leia a entrevista completa em inglês clicando aqui.


Veja também

James Hetfield: O novo álbum "está saindo exatamente como deveria" (18 de junho de 2006)
Ulrich: "Haverá um disco novo do Metallica, mas eu não posso me estressar com isso" (07 de maio de 2013)
Hetfield sobre vida, morte e Metallica (07 de dezembro de 2008)
Ulrich fala sobre turnê dos "Big Four" (17 de setembro de 2009)
Lars comenta sobre as gravações do novo álbum (05 de março de 2007)

Comentários




Newsletter
Receba em seu e-mail as últimas notícias sobre Metallica:

Conecte-se

Facebook   Google+   Twitter   RSS   Fórum

© 1998-2019 Metallica Remains - Desde 13 de Janeiro de 1998 | Política de Privacidade