Destaques

Notícias

Torben Ulrich: pai fala que tocar com Lars foi "momento precioso"

   17 de Fevereiro de 2015     tags: torben ulrich, ulrich, entrevista      Comentários

O baterista do Metallica, Lars Ulrich, juntou-se ao seu pai, o cineasta, músico e ex-tenista profissional, Torben Ulrich, no palco em 26 de outubro de 2014, na Dinamarca para um set improvisado de música experimental como parte do Wundergrund festival. Eles tiveram a companhia nesta performance – que foi vista por cerca de 150 pessoas – do pianista e compositor Søren Kjærgaard, e por Claus Bøje e Peter Friis Nielsen como convidados especiais na bateria e baixo, respectivamente.

Falando com Jason Saulnier, do Music Legends, sobre a experiência de tocar com seu filho, Torben disse: “As circunstâncias, eu acho, foram interessantes, e eu acho que nós tivemos um momento muito precioso. E então mais tarde isso pode ser avaliado, ou o que quer que você queria chamar, e as pessoas vão dizer: “Foi uma merda’, ou ‘isso fez muito barulho’, ou ‘ninguém está sincronizado’, mas ao mesmo tempo, nós tentamos, e foi o que foi.”

Ele continuou: “Você perguntou se foi um momento precioso, e de fato foi, mas também foi... Vamos dizer assim, para que você entenda, Foi... Nós, o grupo, estávamos tocando com um baterista por muito tempo, e seu nome era Claus Bøje. E então Lars cresceu e quando ele era pequeno, vamos dizer uns 45 anos atrás ou mais, quando ele tinha três ou quatro anos, Lars disse: 'Quando eu crescer, eu quero jogar hockey de gelo e tocar bateria como Claus Bøje'. E então, de repente, nós tivemos essa ideia, ‘Talvez Lars pudesse tocar conosco e nós teríamos esses dois bateristas’, mas a relação entre eles era uma coisa bem interessante aqui, por assim dizer. E você pode dizer isso de um ponto de vista mais público, e Lars com o Metallica e tudo isso, era como ‘Lars está tocando com seu pai pela primeira vez’. Então nós tínhamos esse tipo de coisa também, mas de um ponto de vista mais interno, era como Lars tocando com um velho ícone, ou o que quer que você queira chamar. Então, em algum sentido para nós, era como... Mesmo com um enorme valor musical ou algo assim, foi algo diferente do próprio fato de que fizemos algo.”

De acordo com Torben, Lars gostou muito da oportunidade de tocar com seu pai e Bøje, especialmente quando você considera o fato de que “de alguma forma, Lars foi aquele que teve que sair de sua zona de conforto”, disse. “E, por outro lado, ele também cresceu ouvindo várias formas livres de música como essa [...].”


Fonte: Whiplash!


Veja também

Ulrich participa de show de seu pai (28 de outubro de 2014)
Trujillo: A influência do jazz no metal é clara (23 de agosto de 2015)
Ulrich explica sua maneira única de tocar bateria (20 de fevereiro de 2018)
Ulrich: Um novo álbum no ano que vem, com sorte (02 de abril de 2014)
Lamb of God comenta a simplicidade do Metallica (03 de novembro de 2009)

Comentários




Newsletter
Receba em seu e-mail as últimas notícias sobre Metallica:

Conecte-se

Facebook   Google+   Twitter   RSS   Fórum

© 1998-2019 Metallica Remains - Desde 13 de Janeiro de 1998 | Política de Privacidade