Destaques

Notícias

Diretores de Some Kind of Monster rebatem acusações de Mustaine

   22 de Julho de 2004     tags: skom      Comentários

Os produtores do documentário "Some Kind of Monster", Joe Berlinger e Bruce Sinofsky, publicaram um comunicado ao MTV News rebatendo várias das alegações feitas por Dave Mustaine (Megadeth) sobre como ele foi retratado no filme.

Mustaine alega que depois de anos de amargura entre ele e o Metallica, ele finalmente concordou em ajudá-los no documentário de 4.3 milhões de dólares e foi apunhalado pelas costas pelos seus esforços. Em uma das cenas mais fortes, Mustaine confronta o baterista Lars Ulrich sobre o fato de ter sido chutado da banda em 1982 por abuso de álcool.

"É de nossa resposabilidade o que filmamos, como filmamos e as decisões feitas na sala de edição," disseram os produtores no comunicado. "Nós estamos muitos surpresos com o modo como o Sr. Mustaine está insatisfeito. Nós o consideramos inteligente, articulador, sendo pressionado com os mesmo problemas do Metallica - questões de criatividade e identidade existencial e tensão colaborativa. Lars Ulrich é mostrado de maneira igualmente humana, até derrubando uma lágrima perante a câmera durante a cena. Mesmo que não pudéssemos incluir as três horas de gravação feitas com ele, realmente acreditamos que a cena em questão é verdadeira e representativa das emoções que transpareceram."

"Como de maneira padrão, o formulário de lançamento que o Sr. Mustaine assinou no dia da filmagem não incluia nenhuma cláusula na qual ele, ou qualquer uma das pessoas que foram filmadas e assinaram o mesmo formulário, deveriam aprovar o material," disseram eles. "Entretanto, durante a filmagem da cena, existem vários momentos que se tornaram particularmente emocionais, nas quais o Sr. Mustaine nos pediu para desligarmos as câmeras, pedido ao qual atendemos - nenhuma parte desse material foi incluída no filme. Os trechos que foram usados não tinham nenhum tipo de restrição do Sr. Mustaine quando ele assinou o formulário."

"Dois anos depois de filmas a cena com o Sr. Mustaine, nós contatamos seus representantes para aprovação da cena, mas para solicitar a permissão de uso de trechos de vídeos do Megadeth e vídeos antigos. Quando o Sr. Mustaine pediu para ver como aparecia em nosso filme antes de dar a permissão de usar o materal, nós enviamos uma cópia da cena, imaginando que a veria como positiva. Quando fomos informados que ele estava infeliz com a maneira que foi retratada, nós o oferecemos pessoalmente para ver o filme completo, mas ele recusou a oferta. Não houve tentativa de apunhalá-lo pelas costas por nenhuma das pessoas involvidas neste filme."

Embora os produtores concordem que o momento da entrevista provavelmente contribuiu para que Mustaine e Ulrich concordassem em abrir seus sentimentos um ao outro, "o momento da conversa não invalida a integridade da cena ou sua veracidade," disseram eles. "Provavelmente somente o oposto é verdade. O momento nos permitiu capturarmos um momento incrivelmente verdadeiro e humano. As câmeras não estavam escondidas - nós fomos convidados na sala."

fonte (em inglês): Blabbermouth.net


Veja também

Dave Mustaine diz que foi apunhalado pelas costas (20 de julho de 2004)
James Hetfield: "Jason era um dos egos da banda" (09 de julho de 2004)
Some Kind of Monster (14 de fevereiro de 2004)
Dave Mustaine: "Enter Sandman é um plágio" (31 de outubro de 2004)
Dave Mustaine: "James tem inveja de mim" (21 de setembro de 2004)

Comentários




Newsletter
Receba em seu e-mail as últimas notícias sobre Metallica:

Conecte-se

Facebook   Google+   Twitter   RSS   Fórum

© 1998-2019 Metallica Remains - Desde 13 de Janeiro de 1998 | Política de Privacidade