Entrevista a Playboy: Parte 2

04/2001
Tradução em português feita por MetalRemains.

 

NEWSTED: "Cinco anos atrás, a banda era a prioridade sobre todas as outras coisas. Agora, família vem primeiro. Eu entendo isso - mas eu sou o único que não é casado"

 

PLAYBOY: Você passou grande parte do ano lutando contra o Napster. Agora ele está fazendo negócios com a BMG e passando de um serviço gratuito para um serviço pago. A ameaça terminou? Ou um site similar surgirá?
ULRICH: Existem todos os tipos de mini-Napsters por aí. Mas o Napster foi bem sucedido por causa de seu Computador 101 - com um pouco de outras empresas, o programa se tornou realmente complicado. E eles não sairão do controle como aconteceu com o Napster. Agora todos estão de guarda. Para cada nova tecnologia que um garoto de 19 anos cria, alguém cinco minutos depois aparece com um meio de bloqueá-la. Nunca sairá. Mas eu acho que chegará a um ponto que se tornará uma encheção, comparável a, digamos, gravações ilegais e pirataria.

PLAYBOY: O que você conseguiu indo atrás do Napster?
ULRICH: O que nós conseguimos foi principalmente trazer um aviso ao público americano. Isso se tornou a primeira grande coisa do século 21. As pessoas parecem mais sentimentais com isso do que com o negócio de presidente. Obviamente, este tem sido o grande alarme do milênio para todos que tem alguma coisa com a propriedade intelectual. Existe todo esse círculo de velhinhas que criaram um padrão de costura. De repente, todos esses padrões são roubados e trocados na Internet. E essas velhinhas não recebem nenhum royalty por isso.

PLAYBOY: Então o Metallica agora se associou com um monte de velhinhas.
ULRICH: [Vira seus olhos] Entenda como quiser.

PLAYBOY: Alguns de seus fãs ficaram do lado do Napster ao invés do Metallica.
HETFIELD: [Sorri] Porque eles são uns bastardos preguiçosos e querem tudo de graça. Eu acho que o Napster ganhou a guerra da imprensa. Ele feriu a percepção dos fãs sobre nós - eles vêem o Metallica como algum tipo de grandes homens maus que querem tirar suas coisas gratuitas. Eu gosto de tocar música porque é divertido e eu me satisfaço com isso. Mas eu não posso alimentar minha família com satisfação.

PLAYBOY: Então o Napster afetou o Metallica?
HETFIELD: Eu não quero que soe como "O Napster afetou o Metallica". É bem difícil de nos machucar. Eles afetaram a forma como os fãs nos viam.
ULRICH: Eu não concordo. Nós somos alvos desde o começo: desde cortes de cabelos e usar o produtor do Motley Crue-Bon Jovi, Bob Rock, a ser a atração principal do Lollapalooza a escrever baladas a fazer gravações com uma orquestra sinfônica. Isso faz parte de ser um instigador e precursor.

[ 1 ] [ 2 ] [ 3 ] [ 4 ] [ 5 ]



Newsletter
Receba em seu e-mail as últimas notícias sobre Metallica:

Conecte-se

Facebook   Google+   Twitter   RSS   Fórum

© 1998-2019 Metallica Remains - Desde 13 de Janeiro de 1998 | Política de Privacidade