Destaques

Notícias

Ulrich sobre sua habilidade na bateria: "Usualmente sinto que regredi"

   27 de Junho de 2012     tags: entrevista, ulrich      Comentários

A revista DRUM! entrevistou recentemente o baterista do Metallica, Lars Ulrich. Alguns trechos da conversa podem ser conferidos abaixo.

Sobre sua habilidade de tocar:

Lars: "Eu usualmente sinto que regredi. [risos] Eu fico tipo, 'por que eu não consigo mais fazer isso?' Sabe, quando eu ouvi essas músicas [do EP 'Beyond Magnetic'] alguns meses atrás, eu achei que elas soaram bem animadoras. Eu achei que tinha uma vibração bem boa, viva - é só um bando de caras tocando juntos, e soaram realmente cheias de energia e coragem e vivacidade. E isso foi meio que toda a coisa das sessões do 'Death Magnetic', tentar manter essa energia o mais preservado possível. A coisa que eu realmente me orgulho no álbum 'Death Magnetic' é o quão vivo ele soa. Como ele não soa preocupado, não soa insípido. Ele não foi, meio que, muito cerebral - é só físico. É simplesmente vivo e cheio de coragem e cheio de pessoas que estão tocando música uma para as outras, em uma sala, sabe? Isso foi meio o que nós buscávamos com o 'Lulu'."

Sobre a nova leva de bateristas de speed-metal:

Lars: "Esses caras, eu acho que eles fazem algo tão... Não é o que eu faço. Não é só o que eu não faço, mas também não é aquilo que tenho interesse em fazer. A coisa deles é tão técnica, e eu respeito totalmente isso, eu admiro isso, mas eu tenho muito mais interesse na coisa meio que mais tradicional, como compor e groove e atitude e vibração."

Sobre se ele pratica bateria:

Lars: "Eu não posso dizer que eu necessariamente me sento para praticar, como, 'eu vou tocar e praticamente para que eu fique melhor'. O que acontece é que eu só me sento e meio que toco mais para me manter em forma. Sabe, o Metallica ficou de férias por dois ou três meses ano passado, e eu me sentava, eu teria meu iPod perto da minha bateria para que eu tocase junto todo o tipo de coisa louca, e tentava ver se eu podia seguir um pouco dessas coisas ocasionalmente. Mas eu não posso dizer que eu me sento necessariamente para praticar para meio que ficar melhor. Para a maioria das minhas coisas, tem a ver com ouvir e interpretar as coisas que estou ouvindo. Então todo o negócio de me sentar e, sabe, 'agora eu vou fazer exercícios na minha cabeça' - sabe o que eu quero dizer? Eu não faço tanto esse tipo de coisa. Para mim é mais sobre o regime de me manter em forma, correr todo dia, comer coisas saudáveis, sabe, estar no topo desse lado da coisa."

A matéria completa, em inglês, pode ser lida clicando aqui.

Fonte (em inglês): Blabbermouth.net


Veja também

Ulrich: "É difícil falar do Trujillo sem desmerecer o Newsted" (03 de setembro de 2008)
Ulrich explica sua falta de interesse em mostrar técnica (28 de dezembro de 2016)
Trujillo: "Sinto que faremos algo especial no próximo álbum" (29 de abril de 2013)
Ulrich diz não ser ganacioso ou anti-internet (11 de dezembro de 2010)
Hammett: "Eu perdi meu iPhone com duzentas e cinquenta idéias musicais" (18 de abril de 2015)

Comentários




Newsletter
Receba em seu e-mail as últimas notícias sobre Metallica:

Conecte-se

Facebook   Twitter   RSS   Fórum

© 1998-2021 Metallica Remains - Desde 13 de Janeiro de 1998 | Política de Privacidade