Destaques

Notícias

Veja making of de Lords of Summer

   24 de agosto de 2017     tags: vídeos, hardwired to self destruct      Comentários

O canal oficial do Metallica no YouTube disponibilizou o making of da música "Lords of Summer" (título provisório: X-Dust). Confira abaixo.

    Top

Assista making of de Atlas, Rise!

   23 de agosto de 2017     tags: vídeos, hardwired to self destruct      Comentários

O canal oficial do Metallica no YouTube disponibilizou o making of da música "Atlas, Rise!" (título provisório: N.W.O.B.H.M. A.T.M.). Confira abaixo.

    Top

Hardwired é álbum mais vendido de 2017

   17 de julho de 2017     tags: hardwired to self destruct      Comentários



Segundo as paradas de meio de ano da Nielsen Music, o novo álbum do Metallica, "Hardwired... To Self-Destruct", é o álbum mais vendido de 2017 até o momento. A Nielsen Music, publicada pela Billboard, revelou que o disco atingiu a primeira posição depois de vender o equivalente a 540 mil álbuns.

No total, o grupo já vendeu 58 milhões de álbuns nos Estados Unidos na era Nielsen Music, e também detém a posição de álbum mais vendido desse período com o Black Album, de 1991, com 16,6 milhões de vendas.

Fonte (em inglês): Bravewords.com

    Top

Hammett sobre solos do Hardwired: Queria ser imprevisível e inesperado para todos

   20 de junho de 2017     tags: entrevista, hammett, hardwired to self destruct      Comentários

Kirk Hammett do Metallica falou com a Kilpop sobre a abordagem mais improvisada que ele teve ao gravar as guitarras no novo álbum da banda, "Hardwired... To Self-Destruct" - algo que ele diz ter feito ao não preparar nenhum solo anteriormente, apenas chegando ao estúdio.

"Eu sempre me intriguei com o conceito de caos organizado e caos em geral", disse Hammett.

"Quando eu era adolescente, li muitos livros deste autor chamado Michael Moorcock. Ele criou todo este mundo, e caos era uma grande parte deste universo de personagens que ele criou. E eu sempre senti que o caos era realmente importante se fosse aplicado corretamente. Digo, caos é apenas um elemento de mudança, na verdade. E caos organizado, quando você pode tentar organizar quando ser caótico, eu sempre me intriguei com isso."

"Qual é o visual que consegue quando alguém se liberta de suas amarras?", continuou. "É, tipo, 'Ahhh! Liberdade! Ahhhh!'. E então o caos organizado é meio como você se libertando dessas amarras apenas para abraçar o caos que virá com isso."

"E eu acho que o que estou dizendo é que eu queria ser imprevisível e inesperado para todos, incluindo eu mesmo", disse Hammett. "E eu acho que a forma como gravei este solos no estúdio, eu fiz exatamente isso."


Fonte (em inglês): Blabbermouth.net

    Top

Ulrich: Spit Out The Bone não deve ser tocada em turnê norte-americana

   02 de junho de 2017     tags: entrevista, ulrich, vídeos, hardwired to self destruct      Comentários

Lou Brutus da HardDrive Radio realizou uma entrevista com o baterista do Metallica, Lars Ulrich, antes da apresentação da banda em 12 de Maio no Lincoln Financial Field em Philadelphia, Pennsylvania. Você pode assistir a conversa abaixo, e alguns trechos traduzidos podem ser conferidos a seguir.

Sobre a resposta esmagadoramente positiva do novo álbum do Metallica, "Hardwired... To Self-Destruct":

Ulrich: "Eu estava falando para alguém mais cedo, eu tenho ouvido uma frase nos últimos seis meses que eu nunca tinha ouvido antes na minha vida em trinta e cinco anos estando em uma banda de rock, que é, 'Por que vocês não tocam mais músicas novas esta noite?'. Usualmente é, tipo, 'Por que vocês estão tocando tantas músicas novas? Por que vocês estão tocando o álbum inteiro? Toquem mais coisas antigas. Toquem mais coisas antigas'. Esse é meio que o mantra que você ouve quando é um músico atualmente. E neste disco, nós tocamos quatro músicas novas, nós tocamos cinco músicas novas, teve alguns shows em que tocamos seis músicas novas - metade do disco - e as pessoas ainda vem e dizem, 'Onde está 'Spit Out The Bone'? Onde está isto e aquilo? Toquem mais músicas novas'. E é, tipo, cara, estamos apenas começando. Estamos há seis meses nessa dança, e ainda temos bastante turnê pra fazer. E estamos apenas começando a molhar nossos pés. Eu acho que tocamos sete das doze músicas, então ainda temos cinco. E, obviamente, o que parece ser uma das favoritas do fãs, tipo 'Spit Out The Bone', nós teremos todas elas. Eu não acho que introduzir a 'Spit Out The Bone' em um estádio [seria a coisa certa a fazer]. É uma música bem profunda. Eu acho que essa funcionaria melhor em uma arena. Mas, ouça, o fato de que os fãs abraçaram este disco nesse nível, o fato das pessoas quererem ouvir mais, e o fato de que nós nos sentimos confortáveis o suficiente para sair e abrir um show de estádio com novas músicas é meio que um testamento de quão bem esse disco foi recebido - digo, bem além do que imaginávamos. Tem sido verdadeiramente... As pessoas estão lá falando, 'É o melhor disco desde o Black Album'. Algumas pessoas estão dizendo que é o melhor disco de todos os tempos. Digo, ouvir essas coisas depois de trinta e cinco anos, é meio que louco. Pois tem essa coisa no mundo da música que, 'os melhores dias já se foram', e quando você tem uma chance de desafiar isso, é ótimo, especialmente quando isso acontece organicamente como toda esta coisa. Então estamos muito agradecidos, e é realmente uma boa hora no Metallica no momento."

Sobre por que ele acha que o "Hardwired... To Self-Destruct" foi tão bem recebido pelos fãs do Metallica:

Ulrich: "Cara, me perguntaram muito isso nos últimos seis meses. Digo, não existe uma resposta fechada - há um monte de fatores. Eu acho que o grande herói desconhecido deste disco todo, foi o [produtor] Greg Fidelman. Ele tem sido nosso... Basicamente, nosso cara do som, nosso engenheiro, nosso faz tudo desde o 'Death Magnetic' [de 2008], e ele tem sido... Eu acho que ele finalmente aperfeiçoou nosso som e descobriu como é o nosso modus operandi e como funcionamos melhor, tanto em termos de estúdio quanto em termos de como devemos soar e como ele consegue não apenas a performance, mas os sons e dinâmicas e tudo isso. Então eu acho que ele é boa parte da resposta. E, sabe, obviamente, estas músicas talvez sejam um pouco menos progressivas e um pouco mais orientadas ao groove e talvez um pouco mais coesas de certa forma. Então isso é provavelmente uma pequena parte disso. E você nunca pode descontar o... Sem ser muito louco aqui, você nunca pode descontar as energias do universo e como as coisas estão se alinhando e o disco certo na hora certa. Se esse disco saísse dois ou três anos atrás, talvez não teria sido tão bem recebido. Sabe o que eu quero dizer? Tem algo no cenário musical - o que todo mundo está fazendo, como seu disco se relaciona com o que todo mundo está fazendo. Então são muitos desses fatores. E, claro, nosso charme e boa aparência [risos]. Deu certo. Digo, em trinta e cinco anos, algumas coisas funcionam, outras não. Sempre damos nosso melhor, como vocês sabem, e acertamos neste. Então é, como eu disse, um bom momento."


Fonte (em inglês): Blabbermouth.net

    Top

Metallica recebe disco de platina de "executivos" de sua gravadora

   31 de maio de 2017     tags: hardwired to self destruct      Comentários



O último álbum do Metallica, "Hardwired... To Self-Destruct", foi certificado com disco de platina em 12 de Abril pela RIAA (Recording Association of America). Os membros da banda receberam suas placas pelos "executivos" de sua própria gravadora, Blackened Recordings, em 17 de Maio no The New Coliseum Presented By NYCB em Uniondale, New York.

A certificação de platina do "Hardwired... To Self-Destruct" reflete a venda equivalente de um milhão de cópias do disco, englobando vendas tradicionais, faixas vendidas de um álbum, e streaming de aúdio e vídeo sob demanda.

O ganho recente de vendas do "Hardwired... To Self-Destruct" se deve principalmente a venda conjunta de ingressos e discos, onde cada entrada para a atual turnê norte-americana da banda dá direito a uma cópia do álbum.

Fonte (em inglês): Blabbermouth.net

    Top

Segundo vídeo oficial de Now That We're Dead

   31 de maio de 2017     tags: hardwired to self destruct, vídeos      Comentários

O Metallica divulgou um segundo vídeo oficial da música "Now That We're Dead", com cenas ao vivo gravadas no México em Março deste ano, e direção de Brett Murray. Confira abaixo.

    Top

Hammett: James Hetfield é um poeta

   24 de maio de 2017     tags: entrevista, hammett, hardwired to self destruct      Comentários

`

Kirk Hammett, guitarrista do Metallica deu uma entrevista para o The Inquirer e chamou seu colega de banda, James Hetfield, de "poeta". O elogio foi por conta da carga emocional que James coloca nas composições da banda. "James é um poeta cara. Toda vez que começamos a escrever, me surpreende a capacidade dele com as palavras, o lado humano mesmo. Se você olha pra ele não imagina que ele seja assim, mas ele é muito sensível e se souber que eu estou falando tudo isso dele, ficaria desconcertado".

Hetfield disse à So What! (revista para os fãs da banda) sobre sua idéia para "Hardwired", faixa que abre o último álbum lançado pela banda: "A letra é muito simples, não é Shakespeare, eu sei disso. Tem a ver com essa era eletrônica, com todas essas 'ferramentas', como estamos nos auto destruindo com tudo isso, essa briga de egos. A frase "hardwired to self destruct" veio de um amigo meu que estava lutando contra esses vícios. Seria esse o nosso futuro? Somos nós mesmos que iremos nos auto destruir? Isso me chamou a atenção. Sobre a 'Moth Into Flame', ela é bem oque a letra diz também. Hoje em dia todo mundo tem uma obsessão por ser famoso. Ser popular. Seja lá na própria conta do facebook ou fazendo selfie pela rua. Pra que?".

Em uma entrevista recente, o baterista do Metallica, Lars Ulrich, também falou sobre o significado de "Hardwired" , explicando como os fãs da banda interpretaram a música de várias maneiras. Ele disse à revista Q: "Infelizmente, ela poderia ser a trilha sonora do momento em que vivemos, no sentido político (risos) mas, não é. Não nasceu nesse sentido. James tinha a idéia relacionada sobre como é uma característica das pessoas que querem fazer o bem, parecem que tem dentro do dna a capacidade de estragar tudo ao invés de fazer o certo. Nós escrevemos e gravamos isso em menos de uma semana e, quando surgiu em agosto a divulgação, todas as pessoas começaram a associá-la à maneira louca que o mundo está agora, e na verdade ela fala sobre cada um. Para mim, é importante que não haja uma maneira correta ou errada de ouvir a música, não há maneira certa ou errada de ouvir ou interpretar algo. Então, se é isso que as pessoas fazem dessa música, eu não vou dizer a eles que eles não deveriam fazer isso. Mas certamente não foi dado à luz como, 'Agora vamos escrever um hino para o período tal".

Ele acrescenta: "O bom sobre as letras do James é quão ambíguas elas são na maioria das vezes e como as pessoas podem pegar quase todas as letras e transformar elas em algo que se encaixa na sua visão do mundo. Realmente tem esse tipo de ambigüidade. Se isso é o que as pessoas querem fazer, eu fico muito feliz que nossa música sirva para qualquer coisa agora (risos)"

Fonte: Whiplash!

    Top

Hardwired ganha disco de platina nos EUA

   18 de abril de 2017     tags: hardwired to self destruct      Comentários



"Hardwired... To Self-Destruct" ganhou Disco de Platina pela RIAA (Recording Association Of America) por ultrapassar um milhão de exemplares vendidos, contando desde cópias físicas até áudio e vídeo streaming oficial, e chegando duas vezes ao topo da parada da Billboard, a segunda delas quando foi realizada uma promoção onde o comprador do ingresso para algum show ganhava o álbum de brinde.

Fonte: Whiplash!

    Top

Hetfield: "O Metallica nos ajuda a ficar vivos"

   05 de abril de 2017     tags: entrevista, hetfield, hardwired to self destruct      Comentários



James Hetfield foi entrevistado pela Radio Futuro de Santiago antes do show da banda no Lollapalooza Chile. Leia alguns trechos abaixo.

Sobre a disposição do Metallica em arriscar:

"No final das contas nós somos artistas e adoramos criar arte de que gostamos, e músicas, e arte de capas, e logos, e camisetas - tudo. Somos muitos abençoados de ser capazes de estar em uma posição de fazer qualquer coisa que a gente queira como artistas. Eu acho que essa honestidade é muito importante para a integridade da música, para a integridade de todo o Metallica. Eu acho que os fãs realmente gostam do fato de que escrevemos música que gostaríamos de ouvir. E isso é simples - mantemos isso simples assim. E os fãs vão vir, se você for honesto com sua arte."

Sobre o sucesso de Hardwired… To Self-Destruct:

"Estou muito surpreso - muito surpreso que depois de 36 anos um álbum como esse seja importante para as pessoas. Foi uma surpresa. Eu fico surpreso que depois de tanto tempo as pessoas estão gostando de nossa música. Continuaremos fazendo música, tocando em shows, e faremos o que quisermos fazer. O Metallica nos ajuda a ficar vivos, e o fato de que estaremos em tour pelos próximos dois anos e meio é excitante."

Fonte: Whiplash!

    Top


  Próximas >>>

Newsletter
Receba em seu e-mail as últimas notícias sobre Metallica:

Conecte-se

Facebook   Google+   Twitter   RSS   Fórum

© 1998-2017 Metallica Remains - Desde 13 de Janeiro de 1998 | Política de Privacidade