Destaques

Notícias

Trailer de Some Kind Of Monster

   25 de Maro de 2004     tags: skom, vdeos      Comentários

Um trailer para o "Some Kind of Monster" foi postado online em formato QuickTime no site oficial do filme.

O documentrio ser lanado no incio de Julho em cinemas de Nova Iorque, Los Angeles e So Francisco, com planos de expandir o nmero de salas no outono americano.

De acordo com Joe Berlinger, que dirigiu o filme com Bruce Sinofsky, "Some Kind of Monster" ser lanado em VHS e DVD no comeo do ano que vem, em provavelmente duas edies: DVD duplo com o filme e material extra, e em um box com 4 DVDs com o filme e mais quatro horas e meia de material indito. Ainda existe grande chance de que a trilha sonora acompanhe o DVD, disse Berlinger, informando ainda que ela provavelmente ter msicas que foram deixadas de lado no "St. Anger".

Link: Trailer
Link: Player de QuickTime
Site oficial: SomeKindOfMonster.com
Agradecimentos: jordan
fonte (em ingls): Blabbermouth.net

    Top

Capa de "So What! The Good, The Mad And The Ugly"

   24 de Maro de 2004     tags: livros      Comentários

O site oficial do Metallica foi atualizado com a capa do primeiro livro oficial da banda "So What! The Good, The Mad And The Ugly".

Previsto para sair em Agosto pela Broadway Books nos EUA, "So What! The Good, The Mad And The Ugly" ser lanado em formato grande, com capa dura, contendo mais de 1000 fotos, anotaes dos membros da banda, desenhos, reflexes e mesas redondas com o grupo, tudo compilado a partir do fanzine oficial do MetClub.

O livro ser editado por Steffan Chirazi, cronista da banda e editor da revista trimestral "So What!", enviada aos vinte mil membros do f-clube oficial do Metallica.

Capa: Ver imagem
Agradecimentos: Master of Justice
fontes (em ingls): Blabbermouth.net, Metallica.com

    Top

Metallica indicado ao Prism Awards

   23 de Maro de 2004     tags: premiao      Comentários

O Metallica foi indicado ao Prism Award de 2004, prmio destinado a atores, msicos e artistas de quadrinhos que mostraram em seu trabalho os perigos do uso de drogas, lcool e cigarro. Este prmio, que est em sua oitava edio, realizado pela Entertainment Industries Council Inc.

O clipe da Frantic foi indicado na categoria de vdeos.

Agradecimentos: Dands
fonte (em ingls): Encymet.com

    Top

Metallica sem gravadora no futuro?

   23 de Maro de 2004     tags: ulrich, entrevista      Comentários

Lars Ulrich, baterista do Metallica, disse recentemente ao Launch Radio Networks que a banda planeja examinar suas opes de distribuio de gravaes assim que terminarem o contrato atual com a Elektra Records (o Metallica tem apenas mais um lbum no contrato vigente).

"Voc sabe, nosso contrato est para acabar (risos) e ns vamos descobrir o que faremos depois disso," disse ele. "Voc sabe, o que bom em estar em uma banda como a nossa que ns estamos em posio de no precisar de uma gravadora. Basicamente gravadoras agem como bancos. E quando voc no precisa da parte de banco da gravadora, voc pode meio que fazer voc mesmo. Ento ns meio que veremos onde isto vai dar."

Metallica est com a Elektra Records desde 1984. A banda est atualmente na primeira parte da turn norte-americana, que durar at outubro.

fonte (em ingls): Blabbermouth.net

    Top

Hetfield nem sempre ri das piadas sobre o Metallica

   19 de Maro de 2004     tags: hetfield, entrevista      Comentários

O frontman do Metallica, James Hetfield, disse ao Edmonton Journal que est acostumado a ser alvo de piadas, uma das conseqncias de ter processado o Napster e a compania de cosmticos com a linha "Metallica" de perfumes e batons. Mas Hetfield nem sempre acha graa disso, como por exemplo a banda "Metallicugh!" que tirou sarro do nome "Metallica" devido aos inmeros processos legais j ocorridos. Como esperado, a banda canadense logo recebeu um comunidado dos advogados do Metallica para mudar de nome, e foi de fato o que aconteceu.

"Quer saber? Ns estamos defendendo aquilo que nosso," disse Hetfield. "As pessoas podem rir o quanto elas quiserem."

Hetfield disse tambm que acredita que esto pegando pesado com o Metallica devido ao problema com o Napster.

"O fato de que era de graa era o que estava nos incomodando," disse ele. "Ns poderamos ligar menos se eles estivessem baixando, ns queremos convenincia. Mas ns queramos que fossemos perguntados se gostaramos de ser parte disso. Pra mim, era roubo e eu cresci sabendo que roubar errado. Ns estvamos defendendo aquilo que achvamos certo. Foi difcil devido a excitao das pessoas quanto as possibilidades. Ns estvamos tambm, mas estvamos ao mesmo tempo com medo delas - o que significava para ns e para nossa carreira? Como sustentaramos nossos filhos?"

"Voc sabe, revistas como Rolling Stone ou Forbes divulga listas das bandas com maior arrecadao e sempre estamos l. Mas eles nunca tm uma coluna que mostra os nossos gastos, quanto pagamos com impostos e todas essas coisas. realmente injusto que as pessoas pensem que devido ao dinheiro que voc tem, voc deve agir de maneira diferente - roubar est certo porque voc tem o suficiente. Eu realmente no entendo isso."

fonte (em ingls): Blabbermouth.net

    Top

Governors Awards de 2004

   17 de Maro de 2004     tags: premiao      Comentários

O Metallica foi honrado com o Governors Awards de 2004 pela excelente criatividade e sucesso atingido, pela San Francisco Chapter of the Recording Academy. A entrega do prmio foi realizada na segunda, dia 15 de Maro, no hotel Westin St. Francis, em So Francisco.

De acordo com o site oficial do Metallica, os membros receberam o prmio de um conhecido produtor de shows local, Gregg Perloff, que no exitou em contar histrias sobre os shows da banda na Bay Area. Cada um dos integrantes do Metallica falou sobre So Francisco e a cena musical existente l, alm da conexo existente entre a banda e a cidade.

fonte (em ingls): Blabbermouth.net

    Top

Idias para o prximo lbum

   13 de Maro de 2004     tags: ulrich, entrevista      Comentários

O baterista do Metallica Lars Ulrich disse a Launch Radio Network que o ritual pr-show da banda, feito todas as noites da atual turn, tem realmente os ajudado a terem idias para o prximo lbum do grupo.

"Voc sabe quando voc inicia com msicas tipo 'Blackened' e 'Fight Fire...' e da em diante, voc meio que tem quer seus ossos na posio para o momento que sobe ao palco," disse ele. "Assim, quando subimos ao palco, j estamos tocando h cerca de vinte, trinta minutos, porque ns nos juntamos nessa sala de jam que temos. E temos um cara que grava essas jams. Ento j algumas coisas bem loucas que surgem a cada noite, e eu mal posso esperar para rever algumas delas quando voltarmos ao estdio em Janeiro."

Agradecimentos: Master of Justice
fonte (em ingls): Blabbermouth.net

    Top

Lars Ulrich: Ns no devemos nada a ningum

   12 de Maro de 2004     tags: ulrich, entrevista, st. anger      Comentários

Lars Ulrich defendeu o ltimo lbum do Metallica, "St. Anger", contra as crticas de que o ele impossvel de ser escutado, dizendo ao The Oregonian que os fs de heavy metal no esto abertos a mudanas e experimentaes com uma frmula j usada e testada, em suas bandas favoritas.

"Ns precisvamos fazer uma gravao que era pouco produzida, e eu creio que conseguimos!" disse Lars sobre o lbum que foi largamente criticado por todos sobre sua pssima produo, desde Jonathan Davis do Korn at Jason Newsted, ex-baixista do Metallica. "Eu entendo que desafiador, que uma grande porrada. Ele no para todos. Mas foi importante para ns faz-lo. Ns fazemos msicas para ns mesmo, e sempre foi assim. Nenhum programa de rdio tocava nossas msicas nos nossos oito anos iniciais. Ento, de repente, ns ramos os queridinhos de todos. E agora fizemos um lbum que no se encaixa com Nickelback ou algo do tipo e.... uma idia que eu acho que as pessoas tem, principalmente no mundo do rock pesado, de que assim que voc fizer algo por um tempo, como se voc devesse algo as pessoas. Ns no devemos as pessoas (tocar o som que tocvamos antes). Ns no vendemos pasta de dentes aqui."

Quando perguntado se a "porrada" estava trazendo os antigos fs da banda de volta, Lars disse, "Eu no sei. Voc coloca 10 fs do Metallica em uma sala, e eles to 10 pessoas diferentes. Eu desisti de analizar as idas e vindas. Mas eu fui correr noite passada, antes do show. Eu estava do outro lado da rua na qual as pessoas estavam na fila do show e eu estava com um bon, e ningum me reconheceu. Haviam crianas de 8 anos junto com avs de 50."

fonte (em ingls): Blabbermouth.net

    Top

Entrevista com Hetfield: Olhando o passado

   11 de Maro de 2004     tags: hetfield, entrevista, skom      Comentários

James Hetfield admite que a pessoa que ele era quando comeou o Metallica, no nicio dos anos 80, no teria uma opino respeitosa sobre os roqueiros mais antigos que o Metallica atualmente.

"Eu, com 18 anos, teria olhado para ns (atualmente) e falado, 'Quer saber, desitam. Desencanem. Saiam da frente porque eu estou chegando. Ns passaremos," disse Hetfield por telefone recentemente, de sua casa em San Rafael, California, EUA. "Era uma atitude tpica da jovens e de rebeldia."

E foi justamente essa atitude que nos ajudou a levar o Metallica ao topo do mundo do heavy metal e influenciar inmeras bandas.

Mas foi essa mesma atitude que quase causou a auto-destruio da banda. Os ltimos anos no foram generosos com o Metallica. Houve o caso Napster, que alienou fs ao processar o programa de compartilhamento gratuito de msicas.

Houve ento a tentativa de fazer um making of de "St. Anger", que seria o primeiro lbum de estdio da banda aps o ReLoad, de 1997.

Mas houveram problemas com a sada do Jason Newsted e a eterna batalha de James com o lcool, o que o forou a entrar em uma clnica de reabilitao. A banda - incluindo Lars Ulrich e Kirk Hammett - at foram a terapias em grupo juntos. Newsted foi ento substitudo por Rob Trujillo, ex-Suicidal Tendecies.

Alm disso, a banda concordou, antes de gravar "St. Anger", que dois diretores, Joe Berlinger e Bruce Sinofsky, gravassem todos os casos srdidos. O resultado o documentrio "Metallica: Some Kind os Monster", que estreiou na edio de 2004 do Sundance Film Festival.

"Isso comeou como uma ferramenta promocional," disse Hetfield. "Ns amos gravar o making of deste lbum. Mas assim que Jason saiu e eu passei pela clnica de reabilitao, cara, acabou se tornando mais sobre relacionamento na banda do que sobre msica. muito mais sobre sobreviver e enfrentar nossos demnios."

Hetfield disse que o Metallica chegou bem mais perto de se separar do que as pessoas pensam.

"O processo se tornou uma grande revelao, um aviso para acordarmos," disse ele. "Ns chegamos a concluso de que o Metallica poderia acabar, e isso foi um grande choque para ns todos. Todas as nossas identidades nos ltimos 22 anos foram misturadas no Metallica e todo esse gosto e liberdade e todas essas coisas que vieram com isso. Ns aprendemos que tnhamos que ser real com ns mesmos."

Mas evoluo pessoal raramente fcil.

"Eu assisti o filme e me encolhi," disse ele. "Eu penso, 'Meu Deus, aquele sou eu e eu realmente quero que o mundo me veja assim?' Agora, eu tenho uma viso melhor de como as pessoas me vem e como se sentem comigo quando estou sendo difcil, cabea-dura ou insistente com algo. Isto realmente abriu nossos olhos para ns mesmos. um grande espelho, e felizmente isto mostrar ao mundo que h humanos por trs desse machismo e a grande mquina que o Metallica .

"Parte de mim est com medo de deixar o mundo ver como realmente somos. A outra parte est dizendo o quo bom ser as pessoas me conhecerem de verdade. Eu sempre quis isso, mas tinha medo. E ainda existe uma parte de mim que adora estar guardada, na defensiva e intimidada para que eu no precise falar com as pessoas."

Mais de 1600 horas de filme foram gravadas por Berlinger e Sinofsky, premiados com o doumentrio "Brother's Keeper", de 1992, o filme "Paradise Lost: The Child Murders at Robin Hood Hills" e a continuao "Paradise Lost 2: Revelations".

Hetfield disse que confiar nos diretores foi difcil, mas essencial.

"Ns amamos o trabalho deles, ento sabamos que eles seriam capazes. Mas algumas vezes voc simplesmente no quer uma cmera na sua cara, gravando tudo que diz e faz. Porque voc sabe que ser ns. Nada ser tirado porque algum agiu como um idiota ou fez algo estpido. No havia nenhum roteiro."

Apesar de sua apreenso em se revelar ao mundo, Hetfield disse que est grato pela posio que est em sua vida - tanto profissional quanto pessoal. Hetfield casado e tem trs filhos, todos menores de 10 anos.

"Isto me parece como uma segunda chance," disse ele. "Eu me sinto totalmente limpo, sem nvoas e dentro da realidade no momento e, eu devo dizer, me sinto bem por estar aqui."

E apesar dele estar em um ambiente diferente do que estava quando comeou "St. Anger", ele disse que o lbum serviu como uma grande vlvula de escape para a banda.

"Quando comeamos, tnhamos mais um som do tipo do 'Load/ReLoad'. Mas quanto mais explorvamos, mais queramos tocar coisas rpidas de novo. Ns deixamos de lado todas essas coisas e comeamos a nos sentir vivos novamente. E tocar rpido uma extenso natural nossa para nos sentirmos vivos, por alguma razo. Ento o lbum acabou se tornando muito mais brutal do que deveria ser originalmente."

Hetfield disse que raiva sempre foi uma fora que controla sua vida. Foi apenas recentemente que ele aprendeu a lidar com isso de maneira mais produtiva.

"Quando estava totalmente alienado ou isolado quando criana, a msica falava por mim. Quando eu perdi meus pais no colegial, eu estava com tanta raiva - e eu nem sabia disso - que eu engoli isto e isto eventualmente iria voltar, geralmente direcionado a uma banda ou a um membro da famlia. Eu tive que olhar em minha raiva, enfrent-la, ver o porqu, de onde vinha e como enfrent-la. Eu tambm aprendi que est tudo bem em estar com raiva, desde que isto no esteja direcionado a algum com a intenso de machuc-lo."

Hetfield disse que a banda ter um merecido descando no final do ano, para finalmente retornar ao estdio na prxima primavera. Depois disso, no se sabe o que acontecer.

"Quando chegar a hora de parar como Metallica, ns poderemos ou no saber. Mas est a nosso cargo isso. E desde que possamos escrever e criar msica, isto no parar. Isto algo que uma grande parte da minha vida e uma grande sensao de satisfao."

Entrevista original em ingls: AllMetallica.com
Traduo: MetalRemains

    Top

Dyer's Eve ao vivo

   06 de Maro de 2004     tags: setlist, los angeles, madly in anger with the world      Comentários

O Metallica tocou a clssica "Dyer's Eve", do "...And Justice For All", pela primeira vez ao vivo e inteira durante seu show em Los Angeles, California, realizado dia 5 de Maro.

Em entrevista ao Alameda Times-Star semana passada, James Hetfield revelou que as sesses de terapia pelas quais o Metallica passou em 2001, ajudaram a banda a se tornar uma fora mais coesiva ao vivo do que jamais foi no passado.

"No queremos animar ningum, mas eu sinto que ns estamos mais unidos e tocando mais intensamente do que jamais tocamos." disse Hetfield. "De um modo ou outro, meio estranho que tenhamos descobertos essa conexo aos 40 anos, quando nossos corpos no conseguem mais aguentar uma turn de 2 anos ou 3 shows seguidos. Mas a conexo que ns temos agora excede qualquer coisa que eu j senti com esta banda."

A setlist do show do Metallica em Los Angeles foi a seguinte:

01. Blackened
02. Fuel
03. Seek And Destroy
04. Fade To Black
05. For Whom The Bell Tolls
06. Frantic
07. King Nothing
08. St. Anger
09. Sad But True
10. Creeping Death
11. Battery
--------
12. I Disappear
13. Nothing Else Matters
14. Master of Puppets
--------
15. One
16. Enter Sandman
--------
17. Am I Evil?
18. Dyer's Eve

Vale lembrar que Dyer's Eve foi a msica mais votada pelos internautas em enquete recentemente realizada pelo site oficial do Metallica.

fonte (em ingls): Blabbermouth.net

    Top



Newsletter
Receba em seu e-mail as últimas notícias sobre Metallica:

Conecte-se

Facebook   Google+   Twitter   RSS   Fórum

© 1998-2020 Metallica Remains - Desde 13 de Janeiro de 1998 | Política de Privacidade