Destaques

Notícias

Hetfield explica como eles escolhem as bandas de abertura

   23 de junho de 2017     tags: hetfield, entrevista      Comentários



Durante conversa com a WLS-TV, James Hetfield explicou quais os critérios que o Metallica usa para escolher as bandas que vão abrir seus shows: "Quando saímos em turnê tentamos trazer bandas que fizeram um trabalho muito bom ou se dão bem conosco ou que apenas gostamos de sua música. Tem que existir uma conexão, não apenas 'oh, eles são a sensação do momento, vamos trazê-los conosco'. Se você tem um histórico com eles, tudo vai fluir bem, é uma das principais regras para se excursionar, as pessoas se darem bem umas com as outras. Antigamente rolava tretas entre bandas e toda esta meda, mas isto é coisa do passado. Tivemos conosco o Volbeat, que eu acho que é uma banda realmente boa, o Avenged (Sevenfold), há uma banda chamada Gojira com o qual já saímos algumas vezes, e todas elas são boas e são pesadas."

Fonte: Whiplash!

    Top

Ulrich elege seus álbuns preferidos de hard rock e metal

   22 de junho de 2017     tags: ulrich, curiosidades      Comentários



Lars Ulrich listou para a Rolling Stone seus 15 álbuns favoritos de Heavy Metal e Hard Rock de todos os tempos. "Para cada artista que faz parte da minha lista definitiva de metal e hard-rock, eu selecionei o que vocês chamariam de o momento definitivo de seu catálogo. E muitas destas bandas passaram por uma grande evolução, crescimento, e gravaram grandes discos, por isto eu escolhi uma combinação de o que o álbum representa para o artista e o impacto que ele teve em mim", disse à RS.

Veja as escolhas de Lars, em ordem alfabética.
- AC/DC - "Let There Be Rock" (1977)
- ALICE IN CHAINS - "Dirt" (1992)
- BLACK SABBATH - "Sabotage" (1975)
- BLUE ÖYSTER CULT - "On Your Feet Or On Your Knees" (1975)
- DEEP PURPLE - "Made in Japan" (1972)
- DIAMOND HEAD - "Lightning To The Nations" (1980)
- GUNS N' ROSES - "Appetite For Destruction" (1987)
- IRON MAIDEN - "The Number Of The Beast" (1982)
- JUDAS PRIEST - "Unleashed In The East" (1979)
- MERCYFUL FATE - "Melissa" (1983)
- MOTÖRHEAD - "Overkill" (1979)
- RAGE AGAINST THE MACHINE - "The Battle Of Los Angeles" (1999)
- SYSTEM OF A DOWN - "Toxicity" (2001)
- UFO - "Strangers In The Night" (1979)
- WARRIOR SOUL - "The Space Age Playboys" (1994)

Fonte: Whiplash!

    Top

Ulrich explica motivo da banda continuar a fazer novos discos

   22 de junho de 2017     tags: entrevista, ulrich      Comentários

Tim Virgin da 97.9 The Loop realizou uma entrevista com o baterista do Metallica, Lars Ulrich, antes do show da banda em 18 de Junho no Soldier Field em Chicago, IL. A conversa pode ser vista abaixo.

Perguntado sobre o que inspira o Metallica a continuar fazendo novos discos, sendo que a banda poderia facilmente passar as últimas décadas em turnê apenas com o Black Album, Ulrich disse: "Sem falar muito do lance de 'somos artistas' e todas essas coisas, é muito divertido escrever músicas, é muito divertido criar músicas, é muito divertido gravá-las, é muito divertido fazer discos. E você deve se permitir a ter esses dois lados dessa moeda."

"Estar na estrada é obviamente mais que incrível, mas tocar cinco ou seis músicas novas como fazemos toda noite e ter material novo, é realmente legal", continuou. "Nós fazemos muitos meet and greets e conhecemos todos os tipos de pessoas."

"Eu preciso te dizer: três ou quatro dias atrás em Texas, tinha um garoto em um dos meet-and-greets; ele não devia ter mais do que seis ou oito anos", disse Lars. "E eu disse, 'Bla bla bla. Como você está? Qual é sua música favorita?', esperando que ele falasse 'Enter Sandman' ou o que for. E ele diz 'Atlas, Rise!'. Eu não estou inventando. Seis ou sete anos. Eu disse, 'Qual é sua música favorita do Metallica?'. Ele disse sem nem pensar, 'Atlas, Rise!'. Então essa é a razão de ainda fazermos discos. É incrível que isso ainda aconteça."


Fonte (em inglês): Blabbermouth.net

    Top

Vídeo oficial de Battery em Chicago, IL

   22 de junho de 2017     tags: vídeos, worldwired tour, chicago      Comentários

O canal do Metallica no YouTube disponibilizou o vídeo oficial da música Battery gravado ao vivo em Chicago, IL, em 18 de Junho de 2017. Confira abaixo.

    Top

Hetfield: "Amamos o que somos, e queremos que isto continue assim"

   21 de junho de 2017     tags: worldwired tour      Comentários



Saiu na Loudwire: As turbulências internas no Metallica parecem ser um tema constante na banda, e um novo artigo da Rolling Stone confirma que isto persiste até hoje, com a própria banda admitindo que ainda persiste uma certa tensão entre os membros.

O texto pinta uma imagem de James Hetfield irritado com a falta de habilidade de Lars Ulrich de acertar o ritmo para tocar "Wherever I May Roam", descrevendo "um começo de irritação na voz de Hetfield" quando ele pergunta a Lars "Você sempre faz isto"?. Depois o próprio James explica, entre risadas: "O que eu disse foi uma maneira gentil de falar 'que diabos você está fazendo?'". Refletindo mais tarde sobre sua interação com Ulrich, Hetfield comenta: "A banda pode ruir a qualquer momento, mas não queremos isto. Hoje compreendemos bastante as coisas, algo que vêm com o tempo e com o crescimento juntos, passando por muitas merdas e amadurecendo, então aprendemos que este ramo é estranho mas tomamos muito cuidado, sabemos onde fica o botão para implodir cada um de nós mas não o pressionamos. Amamos o que somos, e queremos que isto continue assim".

A Rolling Stone descreve que após um show no Brooklin, Ulrich imediatamente se deslocou até uma festa em algum ponto na cidade, enquanto Hetfield foi para New Jersey. Os membros da banda se encontram faltando apenas vinte minutos para entrarem na "sala de ensaio", onde tocam partes de suas músicas para se aquecer para o show, para onde vão cada um em um carro separado, e eles ficam cada um no seu canto a não ser que estejam se preparando para uma apresentação ou fazendo um meet & greet.

Finaliza a matéria da Loudwire: "É interessante observar como a relação interna entre os membros do Metallica ainda gera uma energia e empolgação frenética. 'Hardwired... To Self-Destruct' não é apenas o nome de um álbum da banda, mas também significa que sempre há uma possibilidade deles se desintegrarem. Mas isto não parece afetar seus shows ao vivo, que continuam tão matadores como sempre foram. Sem esquecer que esta tensão permitiu que eles registrassem um dos seus trabalhos mais empolgantes, mantendo a banda relevante no Metal e ao mesmo tempo fazendo com que atingissem o 1º posto da Billboard."

Fonte: Whiplash!

    Top

Vídeo de The Memory Remains em Dallas, TX

   21 de junho de 2017     tags: vídeos, dallas, worldwired tour      Comentários

O canal do Metallica no YouTube disponibilizou o vídeo oficial de "The Memory Remains", gravado ao vivo em Dallas, TX, em 16 de Junho de 2017. Confira abaixo.

    Top

Ulrich: Fomos muito cautelosos ao decidirmos fazer meet-and-greet pagos

   20 de junho de 2017     tags: entrevista, ulrich, newsted      Comentários



Considerada uma das bandas mais amigáveis com os fãs na música, o Metallica recentemente começou a oferecer opções de "experiências aprimoradas", desenvolvidas para prover aos super-fãs uma ampla variedade de experiências únicas nos shows e eventos ao redor do globo.

Segundo a Rolling Stone, o show de abertura da parte norte-americana da turnê "Worldwired" em 10 de Maio em Baltimore, Maryland, contou com uma dúzia de fãs que pagaram US$2499 pela oportunidade de tirar uma foto com a banda e autografar ítens, além de poder fazer perguntas ao grupo. Eles também tiveram acesso a mostra "Memory Remains" com memorabilias, uma mini viagem ao Rock and Roll Hall of Fame que mostra roupas da banda, letras escritas a mão, artes originais dos álbuns "Ride the Lightning" e "Master of Puppets", coleções de cassetes e instrumentos de verdade.

"Nós fomos muito cautelosos ao decidir fazer as experiências", o baterista do Metallica, Lars Ulrich, disse a Rolling Stone. "Nós passamos muito tempo vendo o que todo mundo estava fazendo. 'O que o Black Sabbath está fazendo? O que o Guns N' Roses está fazendo? O que rola no mundo pop?'. Parecia diferente e, arrisco dizer, um pouco suspeito. Então nós precisamos meio que chegar em um ponto em que estivéssemos confortáveis com isso."

Meet-and-greets pagos estão se tornando partes importantes do circuito de turnês e são vistos por alguns artistas como um mal necessário atualmente. Outros músicos se opõem a esses meet-and-greets por motivos morais, acreditando que eles favorecem fãs mais ricos. Da mesma forma, muitas pessoas consideram que são exploradas pelo fato de grupos cobrarem dos fãs para encontrá-los, já que os artistas usualmente estão cientes de que jovens admiradores estão pronto para pagar qualquer preço para ver suas bandas favoritas, muitas vezes aos custos dos pais.

O ex-baixista do Metallica, Jason Newsted, chamou a prática de meet-and-greets pagos como "besteira" em uma entrevista de 2012. Ele explicou: "Os caras tem falando para mim de fazermos esses negócios, e eles falam sobre o Kiss fazendo dinheiro com o meet-and-greet. As pessoas pagarão, mas este não é o ponto. Eu não quero ganhar dinheiro assim. Se eles querem comprar uma camiseta e ter algo do show, isso é o que fazemos. Você não pode baixar uma camiseta."

"Há certas coisas que fazem sentido para mim. Eu nunca cobrei por meu autógrafo até que eu lancei meu próprio site. Esta é a primeira vez em minha carreira de trinta anos que eu cobrei pelo meu autógrafo, e eu já autografei para centenas de milhares de pessoas. Eu não me sinto confortável em cobrar pessoas para me encontrar; eu não me sinto confortável em cobrar pessoas para que eu autografe algo quando elas estão lá comigo. Mas se elas compram algo pela internet e querem uma foto ou um CD autografado, elas tem essa opção. Está tudo bem, mas eu não vou cobrar para que as pessoas me encontrem. Eu não acho que isso é certo. Eu pagarei para encontrar algum dos meus antigos heróis do esporte. Eu pagarei alguns dólares por algo, mas eu não vou pagar para o Gene Simmons. É ridículo; não é disso que se trata."

Fonte (em inglês): Blabbermouth.net

    Top

Números envolvidos na realização do Worldwired Tour

   20 de junho de 2017     tags: worldwired tour      Comentários



Um artigo publicado pelo site da revista Rolling Stone mostra a impressionante logística por trás da atual turnê do Metallica. O grupo tem excursionado com a "WorldWired Tour", atualmente, pelos Estados Unidos, após ter passado por América Latina e Ásia.

Segundo a publicação, são necessários 48 caminhões para carregar toda a produção dos shows, que contam com a reprodução de 350 mil watts de áudio. O palco contém 83 dispositivos a laser que tomaram 640 horas para serem programados com o repertório do Metallica.

Quase 40 mil alto-falantes são utilizados na produção, gerando 2,5 megawatts de energia por noite - segundo a Rolling Stone, é o suficiente para abastecer 1,8 mil casas por um mês. São citados, também, os telões gigantes, pirotecnia, produção de vídeo e outros tópicos relacionados ao palco.

Há, ainda, a estrutura que não está diretamente relacionada ao palco: segurança, agendamento de meet & greet, imprensa, garantia de alimentação para a equipe e mais. Não é nada fácil.

Fonte: Whiplash!

    Top

Hammett sobre solos do Hardwired: Queria ser imprevisível e inesperado para todos

   20 de junho de 2017     tags: entrevista, hammett, hardwired to self destruct      Comentários

Kirk Hammett do Metallica falou com a Kilpop sobre a abordagem mais improvisada que ele teve ao gravar as guitarras no novo álbum da banda, "Hardwired... To Self-Destruct" - algo que ele diz ter feito ao não preparar nenhum solo anteriormente, apenas chegando ao estúdio.

"Eu sempre me intriguei com o conceito de caos organizado e caos em geral", disse Hammett.

"Quando eu era adolescente, li muitos livros deste autor chamado Michael Moorcock. Ele criou todo este mundo, e caos era uma grande parte deste universo de personagens que ele criou. E eu sempre senti que o caos era realmente importante se fosse aplicado corretamente. Digo, caos é apenas um elemento de mudança, na verdade. E caos organizado, quando você pode tentar organizar quando ser caótico, eu sempre me intriguei com isso."

"Qual é o visual que consegue quando alguém se liberta de suas amarras?", continuou. "É, tipo, 'Ahhh! Liberdade! Ahhhh!'. E então o caos organizado é meio como você se libertando dessas amarras apenas para abraçar o caos que virá com isso."

"E eu acho que o que estou dizendo é que eu queria ser imprevisível e inesperado para todos, incluindo eu mesmo", disse Hammett. "E eu acho que a forma como gravei este solos no estúdio, eu fiz exatamente isso."


Fonte (em inglês): Blabbermouth.net

    Top

Setlist e fotos de Chicago, IL

   19 de junho de 2017     tags: setlist, fotos, worldwired tour, chicago      Comentários



No show que o Metallica realizou neste domingo, 18 de Junho, em Chicago, IL, a banda tocou a seguinte setlist.

Hardwired
Atlas, Rise!
For Whom The Bell Tolls
Fuel
The Unforgiven
Now That We're Dead
Moth Into Flame
Wherever I May Roam
Halo On Fire
The Four Horsemen
Sad But True
One
Master of Puppets
Fade to Black
Seek and Destroy
- - - - - - -
Battery
Nothing Else Matters
Enter Sandman

Fotos da apresentação foram disponibilizadas e podem ser conferidas clicando aqui.

    Top



Newsletter
Receba em seu e-mail as últimas notícias sobre Metallica:

Conecte-se

Facebook   Google+   Twitter   RSS   Fórum

© 1998-2017 Metallica Remains - Desde 13 de Janeiro de 1998 | Política de Privacidade